www.dinheirovivo.ptdinheirovivo.pt - 17 set 13:32

Jamila Madeira "muito surpreendida" com saída do Governo. "Não pedi para sair"

Jamila Madeira "muito surpreendida" com saída do Governo. "Não pedi para sair"

Era um dos principais rostos a surgir nas conferências de imprensa relativas à situação do covid-19. Agora foi "surpreendida" com saída do Governo
A agora ex-secretária de Estado Adjunta e da Saúde, Jamila Madeira disse à TSF, numa resposta escrita, que não pediu para sair do cargo e admite mesmo que ficou “muito surpreendida” com a decisão que terá sido da ministra da Saúde, Marta Temido.

Ontem à noite o Presidente da República anunciou que deu luz verde a uma mudança governamental significativa ao nível dos secretários de Estado – que tomam posse esta quinta-feira. Jamila Madeira foi o nome mais mediático a sair do Governo, já que era uma das principais responsáveis da área da Saúde em plena pandemia e uma das habituais protagonistas do boletim diário da Direção-Geral de Saúde. O seu substituto é o até aqui secretário de Estado da Saúde, António Lacerda Sales.

À TSF, Jamila explica ter ficado “muito surpreendida com a opção da senhora ministra”: “Saio de consciência tranquila de missão cumprida com a certeza de que fiz tudo o que estava ao meu alcance num ano particularmente inédito!”

Marcelo dá posse aos novos secretários de Estado

O Presidente da República dá hoje posse a cinco novos secretários de Estado dos ministérios da Educação, Saúde, Infraestruturas e Habitação, e Mar, numa cerimónia restrita no Palácio de Belém, em Lisboa.

Além dos cinco novos membros do Governo, Marcelo Rebelo de Sousa voltará a empossar António Sales, que sobe no ministério de Marta Temido a secretário de Estado Adjunto e da Saúde, substituindo como já vimos Jamila Madeira.

Esta foi a segunda recomposição do XXII Governo Constitucional, o segundo liderado por António Costa. Para o Ministério da Educação, a jurista Inês Ramires assume o cargo de secretária de Estado da Educação, substituindo a ex-deputada do PS e anterior presidente da Câmara Municipal de Odivelas Susana Amador.

Na Saúde, António Sales sobe na hierarquia, substituindo como secretário de Estado Adjunto e da Saúde Jamila Madeira, que foi líder da Juventude Socialista, eurodeputada e dirigente do PS.

Para as funções até aqui exercidas por António Sales, de secretário de Estado da Saúde, entra Diogo Serras Lopes, atual vice-presidente do conselho diretivo da Administração Central do Sistema de Saúde e que foi assessor para as questões económicas no gabinete do primeiro-ministro, António Costa.

No Ministério do Mar, José Apolinário abandonará o cargo de secretário de Estado das Pescas para se candidatar em outubro à eleição para presidente da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional (CCDR) do Algarve. Para o seu lugar no Governo irá entrar Teresa Estêvão Pedro, advogada que foi representante de Portugal no conselho de administração da Agência Europeia de Controle das Pescas entre 2010 e 2012.

Na equipa do ministro das Infraestruturas e da Habitação, Pedro Nuno Santos, serão exonerados os secretários de Estado Adjunto e das Comunicações, Alberto Souto de Miranda, e da Habitação, Ana Pinho, substituídos respetivamente por Hugo Santos Mendes e por Marina Gonçalves, atualmente deputada e vice-presidente da bancada do PS.

* Com Lusa

1
1