desporto.sapo.ptdesporto.sapo.pt - 17 set 11:55

Antoine Launay quer estar nos cinco melhores dos Europeus de slalom em Praga

Antoine Launay quer estar nos cinco melhores dos Europeus de slalom em Praga

Já apurado para os Jogos Olímpicos Tóquio2020, o atleta de 27 anos quer "fazer uma boa qualificação" na primeira fase....

O canoísta português Antoine Launay é o representante luso no campeonato da Europa de slalom, em Praga, entre sexta-feira e domingo, e assumiu à Lusa a vontade de "fazer ‘top-5’" na competição.

Já apurado para os Jogos Olímpicos Tóquio2020, adiados para 2021 devido à pandemia de covid-19, o atleta de 27 anos quer "fazer uma boa qualificação" na primeira fase, até por estar sem competir desde março.

"Depois, na final, disputada entre os 15 melhores, quero fazer ‘top-5’. Tenho a expectativa de confirmar as boas sensações e voltar a ter ritmo de competição. Depois ainda vou disputar duas Taças do Mundo, uma na Eslovénia e outra em França, mas ainda não estão certas" devido à pandemia, conta.

Sétimo no Mundial de 2019, apurando-se em K1 para Tóquio2020 com esse resultado, Launay assume que o período de confinamento "foi complicado", por ter estado "sem contacto com a água e o barco", só a fazer "um pouco de ginástica em casa", mas já está "muito melhor" e a procurar o melhor ritmo para o regresso.

"Estou muito orgulhoso por fazer esta competição, com o apoio do Comité Olímpico de Portugal. Porque eu a treinar para os Jogos Olímpicos preciso de competir", afirma.

A prova servirá como primeiro grande teste às condições dos países europeus na canoagem slalom e aos efeitos da pandemia de covid-19 no quadro competitivo, com Launay a destacar que "na República Checa se conseguiu que os atletas não parassem".

Reputados como os melhores do mundo nesta vertente do desporto, os checos tiveram, assim, "sempre a treinar" e "a preparação é diferente" nessas condições. "Mas no fim... vamos a ver", desafia o atleta do Darque KC.

Organizado pela Associação Europeia de Canoagem, o Europeu de slalom conta com várias ausências de peso devido à pandemia, com ingleses e eslovacos a encabeçarem a lista de seleções que se recusaram a confirmar.

A prova em si estava inicialmente prevista para maio, em Londres, passando para a capital checa e o próximo fim de semana reunirá atletas de 20 países europeus no curso artificial de Troja, decorrendo sem a presença de público.

Antoine Launay, a treinar há duas semanas na capital checa, é o único português, participando em K1, com a qualificação marcada para sexta-feira, primeiro dia de provas, seguida das finais no sábado.

1
1