pplware.sapo.ptpplware.sapo.pt - 16 set 19:00

TDT: Veja se o emissor da sua zona vai ser alterado em breve

TDT: Veja se o emissor da sua zona vai ser alterado em breve

No dia 18 de setembro vai começar o processo de migração da TDT na região 5, que abrange os distritos da Guarda, Bragança e Vila Real.

Tal como já informamos, o processo de migração da rede de TDT começou a 7 de fevereiro e foi suspenso a 13 de março, devido aos efeitos da pandemia de COVID-19. O processo de migração já voltou a arrancar e vai decorrer até ao dia 18 de dezembro, data em que previsivelmente ficará concluído.

Metade dos emissores que compõem a rede de TDT já mudaram de frequência. No dia 18 de setembro a migração começa na região 5. Veja se afeta a sua zona.

No dia 18 de setembro vai começar o processo de migração da TDT na região 5, que abrange os distritos da Guarda, Bragança e Vila Real (a metade leste) e os concelhos situados mais a leste do distrito de Viseu. Os efeitos da migração podem ter-se feito sentir nalgumas zonas desta região já por estes dias, uma vez que existem emissores da região 4 que impactam nesta região, designadamente Carpinteira e Reitoria, na Covilhã que foram alterados.

Até ontem, 15 de setembro, tinham mudado de frequência 121 emissores, de um total de 243, o que significa que o processo de migração está a meio. De relembrar que este processo visa libertar a faixa dos 700 MHz, necessária à implementação do 5G. A ANACOM tem feito reuniões por todo o país com as Comunidades Intermunicipais (CIM), de modo a dar a conhecer às câmaras municipais as medidas que adotou para apoiar a população a fazer a migração. Até agora já se realizaram reuniões com 14 CIM, num total de 188 Câmaras Municipais.

O que acontece quando o emissor de TDT muda de frequência?

Quando o emissor mudar de frequência, o ecrã da televisão ficará sem imagem (negro), mas apenas será necessário fazer uma nova sintonia da televisão ou do descodificador de TDT e todos poderão continuar a ver televisão gratuitamente, como tem acontecido até agora.  É um processo simples.

A ANACOM teve a preocupação de assegurar que não será necessário substituir ou reorientar a antena, trocar a TV ou o descodificador, e ninguém terá de subscrever serviços de televisão paga. No caso dos condomínios/edifícios que tenham instalações com amplificadores mono-canal poderão ter que os substituir.

1
1