www.publico.ptpublico.pt - 16 set 18:17

Rede de tráfico desmantelada no Algarve envolvia donos e funcionários de bares e discotecas

Rede de tráfico desmantelada no Algarve envolvia donos e funcionários de bares e discotecas

GNR indica que rede de tráfico era alegadamente liderada por dois suspeitos estrangeiros. No total, foram detidas 19 pessoas entre os 22 e os 65 anos.

A rede de tráfico desmantelada no Algarve envolvia funcionários e proprietários de estabelecimentos de diversão nocturna, que entregavam a droga aos seus clientes, havendo também entregas em casas, moradias de férias ou hotéis da região, revelou a GNR.

A operação que, segundo a GNR, permitiu “desmantelar uma rede organizada”, decorreu na terça-feira, depois de uma investigação que durou quase dois anos, levando à detenção de 19 pessoas por tráfico de estupefacientes e associação criminosa.

Em comunicado, a GNR adianta que a droga “era entregue em casas, moradias de férias ou em hotéis na região, contando também com o apoio de diversos funcionários, exploradores e proprietários de estabelecimentos de diversão nocturna que, mediante comissão nas vendas, entregavam a droga aos seus clientes”.

Aquela força de segurança indicou que os detidos, 15 homens e quatro mulheres, entre os 22 e 65 anos, pertencem alegadamente a “uma rede de distribuição e tráfico de droga liderada por dois suspeitos estrangeiros” que “operava essencialmente no concelho de Albufeira, mas estendia também a sua actividade a diversos outros concelhos do distrito de Faro, nomeadamente Portimão, Silves, Lagoa, Loulé, Olhão e Tavira”.

No âmbito da investigação, tutelada pela 2.ª secção do Departamento de Investigação e Acção Penal de Faro, foram cumpridos “69 mandados de busca”, 30 das quais domiciliárias, 29 a veículos e dez a estabelecimentos de diversão nocturna”, e apreendidas drogas, armas de fogo, veículos ou dinheiro.

No total, as autoridades apreenderam, segundo a mesma fonte, “19.471 doses de cocaína, 2511 doses de haxixe, 2760 doses de heroína, 76 plantas de canábis, três armas de fogo, seis veículos, 39 telemóveis, 12 balanças, 39.483 euros e 365 libras”.

“A operação envolveu mais de 100 militares da GNR, tendo o Comando Territorial de Faro sido reforçado com militares da Direcção de Investigação Criminal (DIC) e dos Comandos Territoriais de Lisboa, Setúbal, Portalegre, Évora e Beja”, acrescentou ainda a GNR.

Os detidos serão presentes ao Tribunal Judicial de Faro na quinta-feira para serem submetidos ao primeiro interrogatório judicial e conhecerem as eventuais medidas de coação.

A informação, avançada pela GNR no comunicado, surge depois de o Ministério Público (MP) ter também anunciado esta quarta-feira a detenção, no Algarve, de 19 pessoas de várias nacionalidades suspeitas de tráfico de droga e a apreensão de três quilos de cocaína e de um quilo de canábis.

No site da Procuradoria da Comarca de Faro, o MP adiantou que as detenções ocorreram na terça-feira, tendo sido inicialmente detidos 13 suspeitos e, depois, mais seis, em flagrante delito.

Os detidos, de nacionalidades britânica, portuguesa, cabo-verdiana e guineense, são suspeitos “de se dedicarem à compra e à venda a revendedores e a consumidores no Algarve, especialmente na zona de Albufeira, de cocaína, heroína e canábis”, lê-se na nota.

Segundo o MP, foram apreendidos, entre outros objectos e valores, cerca de três quilos de cocaína, um quilo de canábis e 300 gramas de heroína.

1
1