desporto.sapo.ptdesporto.sapo.pt - 16 set 22:56

FPF indica requisitos específicos da nova III Liga “para bem do futebol nacional”

FPF indica requisitos específicos da nova III Liga “para bem do futebol nacional”

A FPF indica ainda que o regulamento da Liga 3 vai estar em “consulta pública durante 30 dias” e foi divulgado um ano antes de iniciar-se, para permitir ...

A obrigatoriedade de os treinadores possuírem a habilitação de grau III, a apresentação de declarações de inexistência de dívidas e 25 jogadores por plantel são alguns dos requisitos da III Liga de futebol, a iniciar-se em 2021/22.

Na nota hoje divulgada na sua página oficial na Internet, a Federação Portuguesa de futebol (FPF) também deu conta da aprovação da designação e da imagem da nova prova, denominada Liga 3, assim como das condições de participação para “bem do futebol nacional”.

Cada equipa contará com 25 atletas por plantel, contudo, na ficha de jogo, terão de constar 13 formados no respetivo clube e os técnicos principais são obrigados a ter habilitação de Grau III, com exceção para aqueles que permaneçam nos clubes promovidos à Liga 3, que podem deter o Grau II.

Segundo a FPF, “os clubes serão obrigados a identificar os detentores de participações no capital social do clube, bem como discriminar relações entre eles”, sendo igualmente exigido a “apresentação de declarações de inexistência de dívidas e a certificação de que os jogadores não recorrem ao fundo de regularização salarial”. Este escrutínio será feito em mais dois momentos da época (dezembro e março).

A FPF indica ainda que o regulamento da Liga 3 vai estar em “consulta pública durante 30 dias” e foi divulgado um ano antes de iniciar-se, para permitir aos clubes “prepararem-se para a competição”.

A Liga 3 será uma nova terceira divisão, acima do Campeonato de Portugal, ao qual vão subir, já na próxima época, os campeões distritais.

Esta será uma reestruturação do terceiro escalão do futebol nacional – abaixo das duas competições profissionais, I Liga e II Liga –, que, em 2020/21, vai contar com 96 equipas, mais 24 do que em 2019/20.

Os 96 clubes que vão disputar o próximo Campeonato de Portugal vão ser organizados em oito séries de 12 equipas, nas quais os campeões vão apurar-se para o acesso à II Liga, os quatro seguintes (do segundo ao quinto) para o acesso à III Liga e os últimos quatro (do nono ao 12.º) são despromovidos aos distritais.

As duas vagas para o segundo escalão vão ser disputadas em duas séries de quatro equipas, subindo o vencedor de cada uma delas. Já o acesso à III Liga prevê oito séries de quatro clubes, colocando os dois primeiros na nova competição.

O número de clubes a disputar as competições não profissionais, III Liga e Campeonato de Portugal, vai “reduzir-se até 76”, em 2023/24.

De acordo com a FPF, a III Liga vai ser disputada por 24 clubes em 2021/22 e 2022/23, sendo reduzida a 20 em 2023/24, enquanto o Campeonato de Portugal vai contar com 60 em 2021/22 e 56 em 2022/23 e 2023/24.

1
1