expresso.ptexpresso.pt - 6 ago 21:22

Explosão em Beirute. Detidos 16 funcionários do porto

Explosão em Beirute. Detidos 16 funcionários do porto

Autoridades começaram a investigar as causas da explosão pouco antes do acidente e esta quinta-feira 16 funcionários do porto de Beirute foram presos por suspeita de envolvimento na tragédia que arrasou quase toda a baixa da capital libanesa

As investigações lançadas logo no dia da explosão resultaram já em 16 detidos, informou esta quinta-feira de tarde, citado pela Agência Nacional de Notícias do Líbano, o comissário do Tribunal Militar, Fadi Akiki. Até agora foram interrogadas 18 pessoas, disse a mesma fonte, que confirmou também que os 16 detidos são funcionários do porto de Beirute, onde agora se vê apenas uma enorme cratera.

A notícia surgiu pouco depois de se saber que o nitrato de amónio na origem da explosão estava há cerca de seis anos depositado num navio ancorado mas abandonado no porto de Beirute. Segundo a Rádio Pública dos Estados Unidos (NPR), a situação estava identificada e diversas queixas tinham já chegado às autoridades competentes. Apesar disso, nada foi feito. E o caso seria até conhecido no gabinete do ex-primeiro-ministro Saad Hariri, segundo disse fonte dos serviços de alfândega do Líbano à Associated Press - uma informação que pode levar esta investigação até às cúpulas do poder.

Nas ruas começaram imediatamente a surgir protestos contra a corrupção que gere alguns dos principais sectores da economia: a electricidade e a atividade portuária são duas das mais graves. Em Beirute as pessoas perguntam porque é que 2.750 toneladas de fertilizante com características explosivas contidas no porão de um navio parado ficaram tanto tempo contidas num contentor a poucos quilómetros de centro de Beirute.

Segundo informação divulgada pelo jornalista de investigação Salem Zahran, três funcionários tinham já sido detidas por suspeita de negligência por estarem a tentar soldar um buraco precisamente no contentor onde estavam depositadas as mais de 2.700 toneladas de nitrato de amónio. Os homens terão abandonado o local pouco antes da detonação e por isso foram os primeiros a serem interrogados e detidos, pela sua ligação ao local pouco antes da grande explosão.

1
1