sol.sapo.ptsol.sapo.pt - 6 ago 18:23

'Nacionalismo em relação às vacinas não presta', afirma diretor-geral da OMS

'Nacionalismo em relação às vacinas não presta', afirma diretor-geral da OMS

Quando dizemos que uma vacina deve ser um bem global de saúde pública, não se trata de partilhar por partilhar. Para o mundo poder recuperar mais depressa, tem de recuperar em conjunto”, afirmou Tedros Ghebreyesus.

A Organização Mundial de Saúde (OMS) falou, esta quinta-feira, sobre a corrida às vacinas contra a covid-19 e disse que o "nacionalismo em relação às vacinas não presta", visto todo o mundo beneficiar com o encontro de uma vacina contra o novo coronavírus, responsável pela morte de milhares de pessoas.

Durante uma conferência de imprensa virtual integrada no Fórum de Segurança de Aspen, o diretor-geral da OMS,  Tedros Ghebreyesus, defendeu que encontrar uma vacina é algo que vai ser bom para toda a população mundial, logo os países devem trabalhar em conjunto para encontrar uma cura para a covid-19. “Quando dizemos que uma vacina deve ser um bem global de saúde pública, não se trata de partilhar por partilhar. Para o mundo poder recuperar mais depressa, tem de recuperar em conjunto”, afirmou.

Tedros disse ainda que os países que cheguem primeiro a uma vacina contra o novo coronavírus  “não estão a fazer caridade aos outros, estão a fazê-lo por si próprios", uma vez que a recuperação económica dos outros países ser também benéfica para os próprios. 

1
1