rr.sapo.ptrr.sapo.pt - 6 ago 16:57

​​Regras anti-Covid cortam um terço das camas em residências universitárias

​​Regras anti-Covid cortam um terço das camas em residências universitárias

Reitores alertam também para perdas "significativas" das receitas das instituições do Ensino Superior.

Veja também:

As regras para evitar a propagação da Covid-19 vão obrigar a reduzir um terço o número de camas em residências universitárias.

O número é avançado na edição desta quinta-feira do “Jornal de Notícias”. As orientações da Direção-Geral da Saúde recomendam um distanciamento lateral mínimo de dois metros entre camas e os beliches são desaconselhados.

Ouvido pela Renascença, o presidente do Conselho de Reitores das Universidades Portuguesa (CRUP) e reitor da Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro, António Fontainha Fernandes, refere que, no caso da UTAD, haverá “uma redução do número de camas de 35%”.

Fontainha Fernandes recorda, no entanto, que vai existir um “complemento de alojamento para os bolseiros que não têm lugar nas residências no valor de 170 euros”.

O reitor da UTAD refere ainda que, no caso de Vila Real, têm vindo a trabalhar de forma articulada com autarquia e com a associação académia no sentido de ultrapassar esta situação.

Universidades com redução “significativa” de receitas

Nestas declarações à Renascença, Fontainha Fernandes revelou ainda que “as instituições do Ensino Superior vão ter uma redução da receita bastante significativa” e que estão a quantificar essas perdas “de forma a podermos conseguir esta devida compensação por parte do Governo”.

No caso da UTAD, as contas feitas apontam para uma “redução acima dos 50%”.

1
1