www.publico.ptpublico.pt - 2 ago 16:28

Hamilton segura vitória sem pneus em Silverstone

Hamilton segura vitória sem pneus em Silverstone

Final dramático com as temperaturas elevadas da pista a derreterem a borracha dos carros de Bottas e Hamilton, roubando a “dobradinha” à Mercedes.

Lewis Hamilton (Mercedes) garantiu este domingo, em Silverstone, de forma dramática, com os pneus desfeitos, a terceira vitória da época de Fórmula 1 - sétima em “casa” e 87.ª da carreira, a quatro do recorde de Schumacher -, quando estão cumpridos os primeiros quatro Grandes Prémios do Mundial da especialidade.

Com 1h28m01,283s, menos 5,856s que o segundo, Lewis ampliou para 30 pontos a vantagem na liderança do campeonato (88 pontos), com Valtteri Bottas (58) a falhar a “dobradinha” que parecia certa para a Mercedes por causa de um pneu destruído a duas voltas do fim, o que lhe custaria 18 pontos. Um facto que Verstappen aproveitou para ascender ao segundo lugar e posicionar-se a seis pontos do finlandês na geral, com um ponto extra da volta mais rápida, precisamente na última. Charles Leclerc (Ferrari) fechou o pódio a 18,474 s de Hamilton.

A dramatic final minute at Silverstone, as @LewisHamilton and his Mercedes hold on for a famous victory! ?? ??#BritishGP ???? #F1 pic.twitter.com/CmD8hrz2Fw

— Formula 1 (@F1) August 2, 2020

Verstappen saiu da segunda linha da grelha de partida para disputar a 106.ª corrida da carreira, iniciada em 2015, igualando o número de participações do pai Jos Verstappen (começou em 1994 como colega de equipa de Michael Schumacher na Benetton), retirado em 2004, e acabou por ser feliz, com uma última troca de pneus forçada na última volta.

A quarta prova do Mundial de Fórmula 1 começou com más notícias para a Racing Point e para o alemão Nico Hulkenberg, chamado de emergência para substituir o mexicano Sergio Pérez, que está infectado covid-19. Um problema na unidade de potência afastou o ex-Renault antes mesmo do início da prova.

LAP 7/52

Albon reports damage on team radio following the collision with Magnussen and he returns to the pits ??#BritishGP ???? #F1 pic.twitter.com/AFtj3qqMzq

— Formula 1 (@F1) August 2, 2020

O arranque revelar-se-ia igualmente fatal para o dinamarquês Kevin Magnussen (Haas), “atirado” para fora da pista por Alex Albon (Red Bull) na última curva da primeira volta, o que valeu uma penalização de cinco segundos ao tailandês.

A primeira entrada do safety car prolongou-se até à sétima volta, mas um violento embate do russo Danil Kvyat (AlphaTauri) na 13.ª volta voltaria a “travar” a corrida, precipitando os pilotos para as boxes, o que provocou ligeiras alterações na ordem em pista, sem afectar os lugares cimeiros.

A partir desse instante, a corrida estabilizou com os dois Mercedes a marcarem o ritmo, enquanto Verstappen tentava não perder a concentração e o humor num terceiro lugar já distante dos “flechas prateadas” e com o Ferrari de Leclerc a quase meio minuto de distância, deixando a emoção para os McLaren de Carlos Sainz e Lando Norris, para os Renault de Ricciardo e Ocon e para o Racing Point de Lance Stroll... o que deixava Sebastian Vettel (Ferrari) fora dos pontos, em 11.º lugar. 

LAP 13/52

Safety Car is out again - a big crash for Dany Kvyat at Maggots, but thankfully he's out of the car ??#BritishGP ???? #F1 pic.twitter.com/iVPZ9H9jHm

— Formula 1 (@F1) August 2, 2020

O alemão seria salvo pelo azar de Bottas, terminando em décimo, o que está longe de poder ser considerado um grande feito.

No próximo fim-de-semana, Silverstone recebe a quinta corrida do ano, que marca o 70.º aniversário da Fórmula 1.

?? CLASSIFICATION ??

After an absolutely crazy final two laps, confirmation of Lewis Hamilton's seventh win at Silverstone

And the first one by crossing the line with a puncture!#BritishGP ???? #F1 pic.twitter.com/ueDrd5BwOo

— Formula 1 (@F1) August 2, 2020
1
1