rr.sapo.ptrr.sapo.pt - 2 ago 13:29

Em tempo de férias, Papa apela aos líderes: “É preciso relançar o trabalho”

Em tempo de férias, Papa apela aos líderes: “É preciso relançar o trabalho”

“Sem trabalho, as famílias e a sociedade não podem avançar. Rezemos, porque isto é e será um problema da pós-pandemia: a pobreza e a falta de trabalho".

O Papa Francisco reiterou, este domingo de manhã, o seu apelo aos responsáveis políticos e económicos, para que o trabalho seja relançado.

“Sem trabalho, as famílias e a sociedade não podem avançar. Rezemos, porque isto é e será um problema da pós-pandemia: a pobreza e a falta de trabalho. É necessária muita solidariedade e criatividade para resolver este problema”, apelou.

Na sua habitual intervenção da janela do Palácio Apostólico, no Vaticano, Francisco refletiu que a lógica de Deus não é “lavar as mãos dos problemas, nem olhar para o outro lado”, mas sim “tomar conta do outro”. E lembrou, a propósito do Evangelho deste domingo sobre a multiplicação dos pães, que a expressão “eles que se arranjem” não entra no vocabulário cristão.

O Papa desejou que, neste tempo de férias, “muitos possam viver alguns dias de descanso e de contacto com a natureza, na qual também se recarrega a dimensão espiritual”.

Francisco expressou também solidariedade ao povo da Nicarágua, que sofreu, recentemente, um grave ataque à Catedral de Manágua, que destruiu um crucifixo há séculos venerado pelos nicaraguenses.

1
1