rr.sapo.ptrr.sapo.pt - 2 ago 12:38

FC Porto acusa PSP de agredir adeptos na festa

FC Porto acusa PSP de agredir adeptos na festa

Autoridades confirmam intervenção no Moto Clube do Centro, em Coimbra, e a detenção de uma pessoa.

O diretor Informação e Comunicação do FC Porto usou o Twitter para acusar a PSP agredir “simples adeptos do FC Porto que só estavam a celebrar a dobradinha”.

No seu texto, Francisco J. Marques lembra que o assassíno de Marco Ficini continua em liberdade. “Luís Pina matou Ficini em abril de 2017, há mais de três anos. Mais respeito, por favor”.

À Renascença, fonte da PSP confirmou um incidente no Moto Clube do Centro, em Coimbra, e a detenção de uma pessoa.

Segundo o porta-voz, os adeptos do Benfica, que passavam de carro pararam na esplanada do Moto Clube, onde apoiantes portistas festejavam o título. A polícia foi obrigada a intervir para afastar os dois grupos.

Um dos adeptos acabou detido por arremessar pedras e latas, tendo recebido assistência dos agentes devido a ferimentos na face.

O homem já está em liberdade, com notificação para comparecer em tribunal.

Quanto às acusações do FC Porto, o porta-voz da PSP não quis comentar.

O FC Porto conquistou pela 17.ª vez a Taça de Portugal de futebol, ao vencer o Benfica, por 2-1, conseguindo a dobradinha, depois de já se ter sagrado campeão nacional.

Num Estádio Municipal de Coimbra vazio, devido à Covid-19, o FC Porto, reduzido a 10 jogadores desde os 38 minutos, por expulsão de Luis Díaz, marcou por Chancel Mbemba, aos 47 e 59 minutos, com o Benfica a reduzir por Carlos Vinícius, aos 84, na marcação de uma grande penalidade.

Os dragões, que não venciam a Taça desde 2010/11, quando tinha feito a última dobradinha, somou o 17.º troféu e igualou o Sporting, ficando a nove do Benfica, que é o recordista de troféus.

1
1