rr.sapo.ptrr.sapo.pt - 2 ago 15:49

Ex-ministro britânico detido por violação e agressão sexual

Ex-ministro britânico detido por violação e agressão sexual

O deputado do Partido Conservador que não foi identificado, está na “casa dos 50 anos”, e é suspeito de vários crimes.

Um deputado e ex-ministro britânico do Partido Conservador foi detido sábado na sequência de acusações de violação e agressão sexual. O homem, que não foi identificado, foi libertado no mesmo dia depois de pagar uma fiança.

Segundo a Polícia Metropolitana, a queixa foi apresentada por uma ex-funcionária, envolvem um “homem na casa dos 50 anos”, estando relacionada com incidentes que tiveram lugar entre julho de 2019 e janeiro de 2020.

A queixa foi apresentada por uma mulher que, de acordo com o “Sunday Times”, testemunhou ter sido agredida e forçada a manter relações sexuais com o deputado, tendo ficado de tal forma traumatizada que teve de ir ao hospital receber tratamento.

“Na sexta-feira, a Polícia Metropolitana recebeu uma queixa relacionada com quatro incidentes separados envolvendo acusações de abuso e agressão sexual”, refere o comunicado, acrescentando que estas ofensas terão ocorrido em Westminster, Lambeth e Hackney.

O porta-voz do partido revelou que o deputado não vai ser suspenso das suas funções enquanto decorre a investigação. “São alegações graves e devem ser investigadas até ao fim. Mas não vai haver suspensão”, disse Robert Jenrick.

Esta notícia surge três dias após a condenação de outro parlamentar conservador, Charlie Elphicke, por agressão sexual. Numa delas, o político, que chegou a ser líder da bancada parlamentar conservadora, apalpou uma das queixosas e perseguiu-a pela sua casa enquanto cantava “sou um tory maroto”.

1
1