expresso.ptexpresso.pt - 1 ago 17:12

António Costa levou a Bruxelas consultor... fora de contrato

António Costa levou a Bruxelas consultor... fora de contrato

Vítor Escária foi assessor do primeiro-ministro, mas saiu. Depois, foi contratado por um ministério para preparar negociações europeias. O contrato acabou, mas continuou a acompanhar o PM

Vítor Escária foi assessor económico de António Costa até rebentar o caso Galp — aquele onde várias pessoas do Governo foram constituídas arguidas por terem aceite convites da empresa para assistir a jogos do Euro-2016. Nessa altura saiu de São Bento, mas acabou por reentrar por outra porta, como consultor: a 20 de junho de 2018 a Agência para o Desenvolvimento e Coesão (ADC), do Ministério do Planeamento, celebrou um contrato com o ISEG (onde Escária é professor), tendo em vista a “aquisição de serviços de consultadoria tendo em vista o processo de negociação do Quadro Financeiro Plurianual e a consolidação dos princípios e prioridades pós-2020”.

No contrato, publicado no Portal Base, o ex-assessor do primeiro-ministro é chamado a funções por seis meses, até dezembro de 2018. Há semana e meia, porém, António Costa aparecia em Budapeste, para uma conversa com Viktor Órban, onde Escária apareceu na fotografia de família. E dias depois, o mesmo Escária iria até Bruxelas com o primeiro-ministro, na curta comitiva portuguesa que pode entrar no Conselho Europeu de quatro dias que fechou o novo Fundo de Recuperação e o quadro de fundos comunitários até 2029.

Este é um artigo do semanário Expresso. Clique AQUI para continuar a ler.

1
1