sol.sapo.ptsol.sapo.pt - 1 ago 18:14

Empresas denunciam falhas graves em concursos

Empresas denunciam falhas graves em concursos

Ao SOL, alguns empresários, afirmaram que o facto de terem esperado para certificar os produtos que propunham produzir – ou equipamentos de proteção individual, como máscaras – antes de submeter a candidatura foi o suficiente para saírem prejudicados, face a outras empresas que apresentaram candidaturas sem produtos certificados.

A forma como decorreram os concursos no âmbito do Sistema de Incentivos à Inovação Produtiva no contexto da covid-19 está a ser posta em causa por várias empresas do Norte do país. Queixam-se de que os projetos foram selecionados por ordem de chegada e não pelo seu mérito. Isto tanto no âmbito do Programa Operacional Competitividade e Internacionalização (Compete) 2020, como no âmbito do Programa Operacional Norte. 

Isto, porque no caso do Compete 2020 o aviso 14/2020 foi suspenso antes do prazo final, sendo que o aviso seguinte para o qual foi possível transferir as candidaturas, o 17/2020, previa já uma taxa de incentivo 30% inferior (de 80% passou para 50%). 
No caso do Programa Operacional Norte nem sequer foi possível as empresas transferirem a sua candidatura para um consurso com menos incentivos, porque depois da suspensão do primeiro (que aconteceu nos termos da do Compete 2020) ainda não foi aberto qualquer outro.

Questionado esta sexta-feira já ao final do dia, fonte oficial do Programa Operacional Norte disse não conseguir responder até à hora de fecho, remetendo para mais tarde a sua posição, tal como fonte oficial do Compete 2020. 

1
1