www.publico.ptpublico@publico.pt - 2 ago 00:05

O faroeste financeiro português

O faroeste financeiro português

As “pechinchas” oferecidas por um banco falido português aos especuladores imobiliários americanos reflectem até que ponto chegou o nosso sistema financeiro.

Ricardo Salgado e alguns dos seus colaboradores mais próximos do BES, além de António Mexia, Manso Neto e outras personagens destacadas da EDP, foram finalmente acusados quase ao mesmo tempo pela prática de crimes de variada natureza e lesivos dos interesses do Estado. A evidência dos indícios criminais não suscitou dúvidas. Pelo contrário, o que terá causado surpresa foi o carácter clamoroso dessas evidências e como foi possível ter-se estabelecido um tão vasto clima de impunidade que conduziu figuras com um perfil supostamente respeitável e acima de qualquer suspeita aparecerem envolvidas em redes grosseiras de criminalidade e corrupção.

1
1