www.publico.ptpublico.pt - 1 ago 18:02

Milhares de migrantes e refugiados apanhados em terras de ninguém

Milhares de migrantes e refugiados apanhados em terras de ninguém

A maioria dos países do mundo fechou as fronteiras para impedir a propagação da covid-19 e muitos migrantes e refugiados estão encurralados entre fronteiras. Há relatos de rohingyas que passaram dois meses no mar à deriva.

Fogem de perseguições políticas ou da penúria, lançaram-se ao caminho por medo, desespero ou por sonharem com alguma coisa melhor, mas viram os seus planos frustrados quando a grande maioria dos países do mundo fechou as fronteiras para conter a propagação da pandemia de covid-19. De repente, milhares de pessoas viram-se em terra de ninguém, entre fronteiras (ou no mar), e não conseguem chegar aos seus destinos ou regressar a casa. 

1
1