www.publico.ptpublico.pt - 1 jul 09:00

Sporting a olhar para cima? Amorim diz que não

Sporting a olhar para cima? Amorim diz que não

“Leões” defrontam nesta quarta-feira, em Alvalade, o Gil Vicente para consolidarem o terceiro lugar e aproximarem-se do segundo.

Quando o futebol português entrou em confinamento, o Sporting estava a iniciar um novo ciclo com um novo treinador, irremediavelmente afastado da luta pelo título e com muito terreno para recuperar na luta pelo terceiro lugar. Mas a regularidade mostrada no pós-confinamento deixou os “leões” bem colocados para segurar esse terceiro lugar e bastante mais próximos do segundo. Se a equipa de Rúben Amorim triunfar nesta quarta-feira, em Alvalade, sobre o Gil Vicente (21h15, SPTV1), fica a nove pontos do Benfica e a tarefa de lá chegar passa a parecer um pouco menos impossível, tendo em conta a enorme crise “encarnada” na actualidade e o facto de haver um derby lisboeta na última jornada.

Mas Amorim não olha para cima. Ou, pelo menos, não quer que esse seja o foco para o que resta da temporada. “Não pensamos em lugares. Temos é uma distância menor para o quarto. A nossa ideia não muda. Não interessa o que os outros fazem, o foco é totalmente na nossa equipa e temos muito para melhorar”, disse o técnico “leonino”, acrescentando que a aproximação aos “encarnados” não será uma motivação extra para a sua jovem equipa: “A nossa motivação é jogo a jogo. Estes jogadores estão a ganhar um lugar no 11 e na próxima época. Se isso não for motivação suficiente, é um grande problema”.

Mas a verdade é que os “leões”, antes de Amorim entrar, estavam a 19 pontos do Benfica, a quatro do Sp. Braga e com dois de vantagem para o Rio Ave. E à entrada para esta ronda, o Sporting era a equipa que mais pontos tinha feito no futebol português desconfinado - dez em 12 possíveis, enquanto o Benfica, por exemplo, somou apenas cinco em 15, e, por isso, Bruno Lage deixou a Luz. “Alguns dizem que é sorte, eu digo que é trabalho”, assinalou o técnico, que não terá disponível para o jogo desta quarta-feira Jovane Cabral, que tem sido a grande figura da equipa nas últimas jornadas - o extremo que marcou três golos nas últimas quatro rondas lesionou-se no jogo com o Belenenses SAD e não defronta o Gil, tal como Acuña. Se Geraldes será o seu substituto, ou se Joelson terá a sua oportunidade, Amorim não revelou.

Pela frente, o jovem Sporting do jovem Rúben Amorim terá um experiente Gil Vicente do experiente Vítor Oliveira, que reconheceu potencial a estes jovens “leões” mas não estofo para ser candidato ao título na próxima época. Amorim respondeu a Oliveira dizendo que ainda é cedo para pensar nisso: “Estou focado neste jogo. Esta equipa é capaz de ganhar ao Gil, é só para isso que tem de estar preparada. Na próxima época não sabemos. Amanhã, vão estar preparados.”

1
1