www.computerworld.com.ptcomputerworld.com.pt - 30 jun 20:45

Selligent procura parceiros estratégicos em Portugal

Selligent procura parceiros estratégicos em Portugal

A Selligent iniciou a sua comunicação no mercado português em conferência de imprensa. Na reunião digital esteve também a portuguesa Performance Sales, parceira da plataforma de marketing automation

A Selligent Marketing Cloud é uma plataforma inteligente de marketing omnicanal. A empresa anunciou, em conferência de imprensa, que procura novos parceiros estratégicos para disponibilizar a sua plataforma em Portugal, nos mais diversos sectores de actividade, geralmente B2C.

Em Portugal, e noutras geografias, a agência de marketing integrado e publicidade digital Performance Sales é um dos parceiros da plataforma de marketing automation.

Escusando-se a revelar valores, ambas as empresas disseram estar a apresentar crescimento no volume de negócio.

Pablo Ruela, partner manager da Selligent, referiu que nos últimos 10 anos a empresa tem crescido a um ritmo acelerado de dois dígitos – 15 a 20% ao ano). Este ano, a evolução é imprevisível “embora tenhamos inicialmente apontado para os habituais dois dígitos”. A “primeira parte do ano está a correr bem”, mas “os nossos clientes também não têm o que comunicar”, assinalou.

Em Portugal a empresa quer, como noutras regiões, trabalhar com grandes empresas e com grandes parceiros estratégicos, como é o caso da Performance Sales, concluiu Pablo Ruela.

Por seu lado, Rui Marcelino, CEO da Performance Sales, questionado sobre as perspectivas de negócio num ano totalmente inesperado, devido à COVID-19, fez uma analogia da sua postura a uma expressão popular: quando alguma adversidade existem aqueles que choram e aqueles que vendem lenços. A Performance Sales faz parte do grupo que vende lenços.

Quando confrontados com a nova realidade, rapidamente enviaram os colaboradores para casa. Depois trataram de analisar os clientes que tinham em mãos e de lhes propor soluções. Foi o caso de plataformas de e-commerce cuja implementação foi antecipada. A Barbot implementou uma plataforma de e-commerce para compensar a quebra das vendas nas lojas físicas, explicou Rui Marcelino. “Em três semanas estavam a ter lucros”.

O responsável acrescentou que o corrente ano está a ser o melhor da empresa desde a fundação, em 2011. O segredo passa por inovar mas também pelos clientes que têm, como é o caso da Comissão Europeia.

Adaptação à nova normalidade

Hoje, “os clientes são proactivos”, disse Pablo Ruela. Um estudo citado pela Selligent durante a conferência de imprensa revela que após duas ou três más experiências os clientes desistem de o ser. O cliente está a ser posicionado do centro mais do que nunca.

Pablo Ruela explicou que a jornada de decisão do consumidor se alterou profundamente. Se há duas décadas tinha um princípio meio e fim, actualmente é “uma história sem fim”. As empresas necessitam mudar a sua comunicação com os clientes que passa pela automação do marketing: criação e gestão de conteúdos, coordenação e execução e desenvolvimento de soluções para uma jornada de cliente omnicanal passando por mensagens directas, web, correio electrónico, chamadas, SMS e até mesmo nas lojas.

A Covid-19 acelerou um processo que estava já em curso: a adaptação de estratégias de comunicação, com recurso a ferramentas que potenciam a presença digital das empresas. O cenário de incerteza obrigou a saber comunicar em tempo de crise. Mas também revela que “as empresas que não quiseram ter uma estratégia focada no digital estão agora, em contexto Covid, a passar por dificuldades.

Rui Marcelino, da Performance Sales, recordou que há 15/20 anos, os marketeers lidavam com um ambiente em que predominava a ausência de dados para trabalhar e contribuir para a tomada de decisão.

Actualmente, a ausência de dados deixou de ser um problema. Agora, o que se pode ter é excesso de dados provenientes de múltiplas plataformas e ferramentas. A Performance Sales ajuda as empresas a depurar a informação e disponibilizar a informação mais relevante quer para o administrador da empresa quer para o vendedor no terreno.

Em qualquer dos casos, “a presença digital é essencial para o negócio”, passando pela optimização dos passos da jornada do cliente desde a compra de media até ao teste e optimização de websites”, explicou Rui Marcelino.

Acima de tudo a comunicação das empresas precisa “ser relevante”, sublinhou Marcelino: a mensagem correcta tem de chegar à pessoa correcta através do dispositivo correcto.

 Por Mafalda Simões Monteiro
1
1