rr.sapo.ptrr.sapo.pt - 30 jun 16:40

Vítor Oliveira confirma saída do Gil Vicente no final da temporada. Rui Almeida é o sucessor

Vítor Oliveira confirma saída do Gil Vicente no final da temporada. Rui Almeida é o sucessor

Técnico recusou proposta de renovação. De acordo com a imprensa nacional, Rui Almeida é o escolhido pela direção.

Vítor Oliveira vai abandonar o comando técnico do Gil Vicente no final da temporada, anunciou o experiente treinador, na conferência de antevisão ao duelo com o Sporting, da 29.ª jornada da I Liga de futebol.

“A minha próxima época diz-me respeito a mim. Como sabem, o Gil Vicente já tem novo treinador e, por consequência disso, não pode ter dois. Vou sair do Gil Vicente, mas ainda não decidi para onde vou”, revelou o técnico do emblema de Barcelos, de 66 anos.

De acordo com a imprensa portuguesa, Rui Almeida vai ser o novo treinador do Gil e vai assumir o cargo de treinador principal em Portugal pela primeira vez, depois de ter sido adjunto no Estoril, Trofense, Sporting, Braga, Panathinaikos e Ramalek.

Treinou em França, como técnico principal, desde 2015, com passagens pelo Red Star, Bastia, Troyed e Caen.

Em 9 de abril, em plena paragem do campeonato devido à pandemia de covid-19, o diretor desportivo Tiago Lenho assumiu a intenção de renovar o vínculo contratual com o treinador Vítor Oliveira, válido por uma temporada, garantindo que as negociações só avançariam quando a permanência dos minhotos estivesse consumada.

“Tem gerido assim a sua carreira e com os bons resultados que se conhecem. É uma conversa que vamos certamente ter quando a manutenção for efetivada, até porque será do interesse do Gil Vicente continuar com alguém que cumpre os seus objetivos. Não apontamos já metas pontuais para isso, até porque o ‘mister’ também não o faz”, referiu.

Com mais de 400 jogos como treinador principal na I Liga, marca alcançada em 29 de setembro, com uma derrota na visita ao Santa Clara (1-0), Vítor Oliveira foi contratado há um ano para montar um plantel de raiz e orientar o regresso do Gil Vicente pela via administrativa à elite, a partir do Campeonato de Portugal, na sequência do ‘caso Mateus’.

O técnico matosinhense contabiliza 17 presenças na divisão maior, à qual regressou esta época através dos ‘galos’, que já tinha orientado entre 1992 e 1995 e nas temporadas 2001/02 e 2002/03, num currículo assinalado por 11 promoções à I Liga em 18 presenças no escalão secundário, que o notabilizaram como ‘rei das subidas’.

O Gil Vicente, na 11.ª posição, com 33 pontos, nove acima da zona de despromoção, desloca-se ao terreno do Sporting, terceiro colocado, com 52, na quarta-feira, às 21:15, no Estádio José Alvalade, em Lisboa, para o encontro de encerramento da 29.ª jornada da I Liga, que terá arbitragem de Rui Oliveira, da associação do Porto.

1
1