expresso.ptexpresso.pt - 30 jun 17:27

Covid-19: Alcoólicos Anónimos superam restrições com reuniões 'online'

Covid-19: Alcoólicos Anónimos superam restrições com reuniões 'online'

Desde 13 de março, quando começou o confinamento, já foram realizadas mais de 40 reuniões 'online' e "cada sala teve a capacidade de se reorganizar", frisou Mário Marques, psicólogo clínico

A comunidade Alcoólicos Anónimos (AA) adotou "com sucesso" o esquema de reuniões 'online' para ultrapassar o impedimento das reuniões presenciais devido à pandemia de covid-19 e chegou a receber novos elementos por essa via.

Esta alternativa foi avançada esta terça-feira pelo presidente dos AA, o psicólogo clínico Mário Marques, numa reunião aberta 'online' sobre o tema "alcoólicos anónimos e o confinamento social", que durante uma hora e meia, através da plataforma Zoom, recebeu testemunhos de "companheiros" (como são tratados) e foi vista e contou com o apoio de várias instituições, como câmaras municipais, juntas, Comunidade Vida e Paz, Misericórdia de Lisboa, entre outras.

Na sua intervenção, Mário Marques disse desconhecer se no período de desconfinamento aumentou ou não o consumo de álcool ou recaídas alcoólicas, por ainda não serem conhecidos números, mas sublinhou que a ligação e a rede de apoio dos AA mantiveram-se ativas e a Internet foi a opção que a tornou viável.

Desde 13 de março, quando começou o confinamento, já foram realizadas mais de 40 reuniões 'online' e "cada sala teve a capacidade de se reorganizar", frisou Mário Marques, explicando que "isto só foi possível porque existiam laços anteriores que são uma mais-valia que os AA trazem" e que o acreditar no método dos 12 passos (Método Minesota) "é muito mais do que uma filosofia de recuperação).

O mesmo especialista afirmou que durante este período de pandemia as linhas telefónicas de apoio também estiveram disponíveis e que através delas era feita uma primeira abordagem e encaminhados os alcoólicos a pedir apoio para a recuperação para as plataformas 'online' das diversas salas.

Fátima, uma das alcoólicas em recuperação que apresentou o seu testemunho de vida, explicou que, apesar de não existir um acompanhamento físico, "chegaram pessoas novas", através de email ou telefone, que durante o contacto são informadas da solução 'online', sendo depois também apoiadas posteriormente por telefone.

Manuel, outro dos dois AA que prestou depoimento, disse mesmo que "ficou surpreendido" que durante o período de confinamento "houvesse recém-chegados" através das plataformas 'online'.

"Foi a solução para não se perder a ligação entre todos", afirmou este "companheiro", cuja ironia da vida, tendo deixado de beber qualquer bebida alcoólica há 39 anos, desses esteve cerca de 30 ligado à indústria das bebidas, fazendo mesmo provas de vinhos em concursos.

Nos testemunhos, Fátima e Manuel falaram das suas experiências pessoais, da recuperação, e destacaram que encontraram nos AA "as ferramentas necessárias para a recuperação", num apoio que estendem aos outros e a todos os que precisem.

Os Alcoólicos Anónimos são "uma comunidade de homens e mulheres que partilham entre si a sua experiência, força e esperança para resolverem o seu problema comum e ajudarem outros a se recuperarem do alcoolismo".

1
1