expresso.ptDaniel Oliveira - 30 jun 09:16

Churchills há muitos

Churchills há muitos

Só não digam que pintar a palavra “racista” na estátua de Churchill é apagar a História. Ou sequer reinterpretá-la à luz de valores atuais. É destapar o que foi escondido. Churchill foi racista e antifascista. Foi contraditório, como nem a sua estátua nem a pichagem que se fez nela podem resumir. As duas revelam e escondem

"Não reconheço, por exemplo, que os índios vermelhos da América ou os negros australianos tenham sido gravemente prejudicados. Não reconheço que esses povos tenham sido prejudicados pelo facto de uma raça mais forte, mais refinada, mais sensata, por assim dizer, ter aparecido para tomar o seu lugar.” Esta frase não foi dita por Hitler ou Mussolini. Foi dita, em 1937, por Winston Churchill perante a Palestine Royal Comission, mais conhecida pela Peel Comission, para justificar a injustiça que poderia estar a ser cometida em relação à população árabe.

1
1