pplware.sapo.ptpplware.sapo.pt - 30 jun 20:00

Xiaomi poderá estar a criar processadores com a ajuda da MediaTek

Xiaomi poderá estar a criar processadores com a ajuda da MediaTek

Depois do fracasso que foi o Surge S1, rumores dão conta que Xiaomi e MediaTek se vão unir para criar processadores personalizados para smartphones Xiaomi.

A relação entre a Xiaomi e a MediaTek é longa e tem-se cimentado ao longo dos anos. A MediaTek é, aliás, umas das principais fornecedoras de chips para smartphones de fabricantes chinesas.

Depois do fracasso que foi o Surge S1, informações recentes dão conta que Xiaomi e MediaTek se vão unir para criar processadores personalizados para equipar smartphones da fabricante chinesa.

A Xiaomi, em tempos, anunciou que estaria a preparar os seus próprios processadores. Na verdade, chegou mesmo a lançar o Xiaomi Mi 5c equipado com o Surge S1, em fevereiro de 2017. Apesar deste lançamento e de revelar que estaria a trabalhar um sucessor, o Surge S2, a verdade é que este nunca chegou a ser lançado ao mercado.

Foi já este ano, em meados de março, que a empresa anunciou o fim do projeto, revelando que a decisão havia sido tomada devido à necessidade de investir noutros projetos com maior possibilidade de crescimento.

No entanto, a possibilidade do mercado receber processadores com assinatura Xiaomi, poderá não estar assim tão longe de acontecer.

Xiaomi e MediaTek juntas na criação de processadores personalizados

A notícia surge com base num rumor lançado na rede social Weibo e republicada no Twitter por um popular utilizador responsável pela partilha de outras informações do mundo da tecnologia.

The cooperation between Xiaomi and MediaTek is quite in-depth. In addition to the previous exclusive Tianji 820 and the upcoming Tianji 1000 series, there will be customized chips to be sent [笑 cry]

— Digital Chat Station (@StationChat) June 30, 2020

O próximo grande lançamento da MediaTek será o seu Dimensity 1000+, que chegará ao mercado através de um smartphone Redmi. Já antes, com o lançamento do Dimensity 820, havia sido escolhida a Xiaomi para ser a primeira a dar a conhecer o processador ao mercado.

No entanto, esta publicação afirma que haverá ainda espaço para o lançamento de chips personalizados, dedicados exclusivamente aos produtos Xiaomi. Não havendo confirmação oficial, nem mais rumores em torno do assunto, há que ficar atento a mais desenvolvimentos. Mas não se espera que num futuro próximo seja lançado algo neste sentido.

1
1