expresso.ptexpresso.pt - 30 jun 22:04

Índia bloqueia TikTok e 58 outras aplicações chinesas

Índia bloqueia TikTok e 58 outras aplicações chinesas

Oficialmente justificada por motivos de privacidade e soberania, a medida surge depois de uma escaramuça fronteiriça que matou 20 soldados indianos

A Índia anunciou o bloqueamento de 59 aplicações de internet chinesas, incluindo a TikTok, uma das mais populares para partilha de vídeos em todo o mundo. Dado que só essa aplicação tem 200 milhões de utilizadores no país, os efeitos económicos poderão ser substanciais.

A decisão indiana, justificada por violações de privacidade e a necessidade de proteger a soberania e a segurança da Índia, parece não surgir neste momento por acaso. Uma escaramuça entre militares chineses e indianos na fronteira entre os dois países resultou na morte de vinte soldados indianos este mês. A China não revelou números sobre as suas próprias baixas.

Com a tensão a crescer entre os dois países e a China sob ataque por parte de Donald Trump por causa de alegadas falhas no modo como lidou com o coronavírus, seria uma boa ocasião para os EUA incrementarem as suas relações com a maior democracia do mundo.

Mas a suspensão dos vistos para trabalhadores qualificados anunciada recentemente por Trump, que poderá afetar centenas de milhares de indianos - uma grande percentagem dos engenheiros e programadores estrangeiros que trabalham em Silicon Valley - terá provavelmente o efeito inverso.

Segundo lembra o "Financial Times". o governo indiano já em abril tomou medidas para bloquear "takeovers oportunistas" de empresas nacionais por parte da China, aproveitando a crise gerada pela pandemia. Também nesse mês, a TikTok tinha estado suspensa por alegadamente "degradar a cultura e encorajar a pornografia".

1
1