expresso.ptexpresso.pt - 30 jun 17:31

Incêndios. Presidente da Câmara de Pedrógão ainda corre o risco de ir a julgamento

Incêndios. Presidente da Câmara de Pedrógão ainda corre o risco de ir a julgamento

O Ministério Público extraiu uma certidão no âmbito do processo que levará a julgamento dez potenciais culpados das mortes decorrentes do incêndio de Pedrógão Grande em 2017. Assim, o presidente da Câmara, Valdemar Alves, ainda poderá ir a tribunal. Quem fica mesmo de fora são os dois comandantes da Proteção Civil. Apenas o comandante dos bombeiros de Pedrógão Grande será julgado por falhas no combate ao fogo

O acórdão do Tribunal da Relação de Coimbra sobre o incêndio de 2017 em Pedrógão Gande, que matou 66 pessoas, foi conhecido esta terça-feira à tarde e a nota de maior destaque é a exclusão do presidente da câmara da lista de dez arguidos, acusados de dezenas de crimes de homicídio por negligência e crimes de ofensa corporal também por negligência. Valdemar Alves foi afastada devido a uma série de pormenores processuais, mas ainda poderá subir à barra do tribunal, num processo à parte. Tudo porque o Ministério Público retirou uma certidão específica, com a justificação de que existem indícios de prova suficientes que justifiquem esta opção.

1
1