expresso.ptexpresso.pt - 23 mai 17:57

Adolfo Mesquita Nunes estuda caminho à direita (e no CDS)

Adolfo Mesquita Nunes estuda caminho à direita (e no CDS)

Candidatura a Belém não está afastada, mas ex-vice do CDS não gostou dos sinais que recebeu da direção. Futuro no partido em aberto

Pode ter apoios, pode ter espaço político e até pode ter ambição de liderar uma alternativa política que personifique uma direita liberal e conservadora. Resta saber como e quando. Adolfo Mesquita Nunes, em silêncio desde que o Expresso avançou, no último sábado, que uma eventual candidatura presidencial estava a ser analisada pelo seu círculo mais próximo, está a estudar cuidadosamente todos os cenários. Mas há uma pergunta ainda sem resposta: serão as presidenciais o melhor momento para afirmar esse espaço político?

Ao longo da última semana, a pressão sobre o antigo ‘vice’ de Assunção Cristas aumentou. Apesar de ter mantido reserva em relação ao verdadeiro alcance dos seus planos, Mesquita Nunes percebeu que tem apoio na política e fora dela. Mas para fazer o quê? Para avançar efetivamente com uma candidatura a Belém; para marcar um lugar na luta pela presidência do CDS; ou para sair do partido e fundar um de raiz. A decisão sobre as presidenciais, seja ela qual for, será tomada em breve. E o futuro político começará a ser planeado a partir daí.

Este é um artigo exclusivo. Se é assinante clique AQUI para continuar a ler. Para aceder a todos os conteúdos exclusivos do site do Expresso também pode usar o código que está na capa da revista E do Expresso.

Caso ainda não seja assinante, veja aqui as opções e os preços. Assim terá acesso a todos os nossos artigos.

1
1