expresso.ptexpresso.pt - 23 mai 08:49

Lay-off muda, mas fica até dezembro. Costa lança plano à espera da ‘bazuca’

Lay-off muda, mas fica até dezembro. Costa lança plano à espera da ‘bazuca’

Costa ouviu 12 empresários. Dois ministros chamaram patrões e sindicatos em separado. Objetivo: unir

Até ao final do ano não deverá estar em marcha o plano de retoma europeu e como tal, também o plano português não sairá da forma. Por isso, até que a ‘bazuca’ chegue e sem esse poder de fogo, o Governo vai lançar o Plano de Estabilização Económico e Social (PEES), uma espécie de penso rápido, com um horizonte de atuação até ao final do ano. É no Orçamento suplementar que chegará em junho que vai estar este plano intermédio de suporte à economia, assente em pequenas obras rápidas, apoios ao emprego e apoios sociais. Costa quer amplo consenso com os partidos e parceiros sociais. No início da semana ouvirá todos.

O PEES, antes chamado plano de emergência, ainda está a ser preparado, os ministérios têm até domingo para fazer chegar as propostas a António Costa, que ouviu esta semana 12 empresários de vários quadrantes. O plano assentará em quatro pilares, disse Costa esta quinta-feira à noite numa reunião com socialistas: redução da burocracia, para que empresas e autarquias tenham regras mais leves para investir; um plano de apoio às microempresas; apoio à manutenção do emprego; e um reforço do SNS, mais da educação (ensino à distância para todos os alunos).

Este é um artigo exclusivo. Se é assinante clique AQUI para continuar a ler. Para aceder a todos os conteúdos exclusivos do site do Expresso também pode usar o código que está na capa da revista E do Expresso.

Caso ainda não seja assinante, veja aqui as opções e os preços. Assim terá acesso a todos os nossos artigos.

1
1