expresso.ptPedro Adão e Silva - 23 mai 10:30

O regresso dos ‘nem-nem’

O regresso dos ‘nem-nem’

O mercado de trabalho estará pouco aberto a novas contratações e, com a crise a afetar todas as economias europeias, a emigração não é saída. O risco de termos 50 mil jovens qualificados com as vidas suspensas é real

As vítimas da covid-19 são sobretudo os idosos, mas as principais vítimas do confinamento são os jovens e os ativos, a quem foi exigido que suspendessem o processo educativo e que perderam rendimento precioso. O alerta deixado logo no início da pandemia num marcante editorial do “Financial Times” é hoje uma realidade dura e que precisa de resposta.

Este é um artigo exclusivo. Se é assinante clique AQUI para continuar a ler. Para aceder a todos os conteúdos exclusivos do site do Expresso também pode usar o código que está na capa da revista E do Expresso.

Caso ainda não seja assinante, veja aqui as opções e os preços. Assim terá acesso a todos os nossos artigos.

1
1