expresso.ptexpresso.pt - 22 mai 16:42

Covid-19. Os sinais de alarme no desemprego em quatro gráficos

Covid-19. Os sinais de alarme no desemprego em quatro gráficos

Mais de 110 mil empresas em Portugal estão abrangidas pelo lay-off simplificado, o mecanismo criado pelo Governo para tentar travar a escalada do desemprego na sequência da pandemia de Covid-19. Mas, na realidade, o desemprego já está mesmo a subir. E muito, como o Expresso lhe mostra em quatro gráficos, numa altura em que o valor médio das prestação de desemprego caiu para o valor mais baixo desde janeiro de 2006

Pandemia de Covid-19, estado de emergência e confinamento. Três expressões que se combinaram num cocktail explosivo para a economia e para o mercado de trabalho. A resposta do Governo para tentar travar uma escalada imparável nas fileiras do desemprego foi a criação do lay-off simplificado, mecanismo a que as empresas aderiram em grande número. Mas, mesmo assim, há sinais de alarme no mercado de trabalho que indicam que o desemprego já está a subir em força. O Expresso mostra-lhe em quatro gráficos a dimensão do problema.

1
1