www.publico.ptpublico@publico.pt - 26 mar 02:52

Coronavírus, ameaça global - Infinitamente pequeno, exponencialmente letal

Coronavírus, ameaça global - Infinitamente pequeno, exponencialmente letal

A única vantagem que temos e tivemos é que estando na ponta da Europa fomos dos últimos a ser atingidos. E por isso temos mais informação e mais tempo para nos prevenirmos e evitarmos a catástrofe que está a acontecer aos italianos.

O Navio Titanic naufragou na manhã de 15 Abril de 1912. Um navio inafundável, consideravam… com excelentes condições a bordo e as melhores condições de segurança. Com uma intensa falta de humildade, mesmo até depois da colisão com o iceberg no norte atlântico, continuaram a acreditar que nunca afundaria e mesmo quando a água já entrava pelos decks inferiores, as pessoas dos decks superiores continuavam alheias e sem acreditar que iriam afundar…

O Titanic era considerado o navio mais seguro do mundo e embora tivesse recursos avançados de segurança, como compartimentos estanques e portas estanques ativadas remotamente, o navio transportava 2224 passageiros e só tinha 20 botes salva-vidas suficientes para 1178 passageiros… Mas também para quê? num navio que nunca iria afundar de certeza absoluta… O Titanic tinha capacidade de espaço para ter muitos mais botes salva-vidas, mas não acharam necessário colocar mais. Mas tinha tudo o resto: piscina, ginásio, restaurantes de luxo, bibliotecas e camarotes confortáveis e luxuosos. Dos 20 botes salva-vidas existentes 4 eram dobráveis e difíceis de lançar durante o naufrágio, ficando 16. Também não se lembraram que as águas eram geladas e que ninguém sobreviveria na água com um colete salva-vidas enquanto esperavam pelo resgate. O tempo desde que começou a meter água até ser pedido ajuda de resgate de salvamento também foi muito demorado… porque ficaram à espera do fecho das portas estanques e continuaram sem acreditar que afundasse. Tempo esse que levou à perda de muitas vidas... Ninguém acreditava que naquela viagem rumo à emigração, de Southampton para Nova York, iriam morrer porque isso é algo que só acontece aos outros…

De tempos em tempos existem estas catástrofes, e o que podemos fazer é aprender com o passado… podemos aprender com as outras doenças, e neste momento podemos aprender com os dados que já temos da China, Itália, Espanha e outros países.

A doença covid-19 é causada por um novo vírus - SARS- CoV -2 coronavírus. A grande diferença deste vírus para outros, para além de ser letal, é a sua forma altamente contagiosa, ou seja, propaga-se muito facilmente através de gotículas e aerossóis, e o seu tempo de incubação ser muito maior do que em outros vírus. O que isto significa? Significa que uma pessoa assintomática (sem sintomas) pode transmitir a doença e por isso temos todos de nos proteger e proteger os outros porque podemos estar infetados e não saber. O tempo de incubação vai até 14 dias.

O coronavírus foi identificado pela primeira vez em dezembro 2019 na China. Atinge principalmente as vias aéreas inferiores, causando tosse, febre e pneumonia, podendo levar à morte. Pode atingir também o estômago, fígado e sistema nervoso.

Este vírus é importado, ou seja chegou a Portugal através de pessoas infetadas que vieram de viagem de outros países, daí a importância de se fechar fronteiras aéreas, terrestres e marítimas para conter o vírus. No mínimo ficar de quarentena quem chega de viagem de outros países.

Tudo o que sabemos sobre este coronavírus é com base em estudos e investigações recentes. Em relação a números, de infetados e mortes, o melhor é esperarmos os mesmos números de Itália e Espanha. Se em Portugal se vierem a revelar menores, melhor. Mas devemos ter a humildade para não pensarmos que somos melhores que eles.

Fazer as contas de quantos ventiladores temos e quantos precisamos para quando os nossos números se aproximarem dos de Espanha ou Itália. Fazer as contas por cima para não faltar e não por menos porque achamos que vem bom tempo ou que somos melhores. Precisamos de ventiladores e muitos.

Só não tenho palavras para o que me disseram sobre a Alemanha: que têm os melhores ventiladores do mundo (a Alemanha apresenta  apenas 130 mortes para 30.081 casos de infeção, dados do Instituto Robert Koch a 24/03/2020), mas que só fabricam e vendem ventiladores para eles próprios…

Precisamos de médicos e não deixar que os que temos colapsem. Só se ganham guerras com muitos soldados e estes bem equipados, bem alimentados e estratégia inteligente.

Os cuidados a ter para evitar a propagação da doença já foram amplamente divulgados e  todos sabem: lavar bem e regularmente as mãos. etc..

Em relação às máscaras, dividem-se as opiniões entre utilizar e não utilizar. Para os cidadãos e tarefas comuns em Macau foi obrigatório com resultados excelentes, ou seja, como não sabem quem está infetado, porque uma pessoa infetada pode estar assintomática, se todos utilizarem máscara  há uma menor probabilidade de transmissão da doença. Para utilizar a máscara, esta tem de ser bem utilizada, o que significa que a partir do momento em que coloca a máscara , não toca mais na máscara. A maior parte das pessoas passam o tempo a mexer na máscara e assim, realmente mais vale não utilizar. Se não tiver máscara pode utilizar um lenço.

O ideal é ter uma zona da casa considerada de “contaminada”, o hall de entrada, onde deixa os sapatos se vier da rua, as compras e os casacos. Se pegar nos sapatos com as mãos deve lavar imediatamente as mãos.

Nos supermercados, não deve mexer com as mãos nos produtos que não vai levar, nem com luvas. Se quiser utilizar luvas não se esqueça de que, a partir do momento que já tocou na porta do carro, de casa, etc., já não pode tocar nos produtos do supermercado ou na sua face. Os estudos indicam que o vírus pode sobreviver nos objetos durante 24 horas a 3 dias.

Em relação às grávidas: carregam o futuro da humanidade dentro delas e estão a sofrer muito stress e angústia durante esta pandemia. As grávidas devem ser protegidas. São grupo de risco, pois podem mais facilmente contrair a doença devido ao seu sistema imune estar diminuído, mecanismo do organismo que serve para não rejeitar o bebé. Apesar dos números de grávidas infetadas dos outros países serem reduzidos, na minha opinião é porque as grávidas resguardam-se mais em casa e mais cedo.

Parece que muitos acreditam que isto não lhes vai acontecer. Os mais jovens, mais velhos, idosos, “claro que isto não lhes vai acontecer, mas sim a outro qualquer” - pensam. Errado, pode ser você a contrair a doença. Por isso, mesmo que você ache que é jovem e forte ou  homem saudável, pense que se ficar em casa está a deixar uma cama e ventilador livre para uma grávida ou outra pessoa que necessite que não terá de ir para uma tenda ou até morrer… É tempo para humildade e pensar que se não seguir as medidas de emergência como ficar em casa, vai estar a ocupar camas e ventiladores no hospital; há poucos médicos, os médicos chegam a uma altura que entram em burnout (colapso) até chegar ao ponto, como em Itália, que têm de escolher quem vão tratar e deixar outros morrer… E pode ser você…

Seja novo ou idoso. Fique em casa de forma a vencermos este vírus.

Termino com o meu agradecimento, e penso que de todos os portugueses, às pessoas que estão a trabalhar nos serviços essenciais e aos médicos e restantes profissionais de saúde que estão na linha da frente de combate.

1
1