eco.sapo.pteco.sapo.pt - 26 mar 08:13

BCE vai comprar toda a dívida emitida por causa do vírus

BCE vai comprar toda a dívida emitida por causa do vírus

Depois de anunciar um programa de compra de dívida de 750 mil milhões de euros, o BCE veio revelar que este novo pacote não terá limites à compra de títulos emitidos por um só país.

O Banco Central Europeu mudou as “regras do jogo” para responder à crise provocada pelo vírus. Ao contrário de anteriores programas de compra de ativos, nomeadamente dívida pública, no PEPP, criado especificamente para a pandemia, a autoridade monetária da Zona Euro vai poder comprar toda a dívida emitida por cada país com este fim, mesmo que isso o leve a ficar com mais de um terço da dívida desse Estado.

Depois de falhar o alvo na reunião de política monetária habitual, Lagarde voltou atrás. Apresentou, menos de uma semana depois, uma “bazuca” de 750 ml milhões de euros destinada a combater os efeitos económicos provocados pela pandemia. O disparo foi bem recebido, mas o entusiasmo contido.

No anterior programa de compra de dívida, o BCE estava limitado a adquirir 33% do valor total da dívida de cada país, o que limitava o alcance desta nova “bazuca”. Limitava, mas já não o faz. É que à última hora, Lagarde veio revelar que, agora, não há limites.

Ou seja, o BCE está disponível para comprar todos os títulos que os países venham a emitir de forma a obterem os fundos necessários para ajudar a economia numa altura em que vários países do euro estão parados, com milhões de cidadãos em isolamento profilático como forma de travar a propagação do vírus.

1
1