www.publico.ptpublico.pt - 26 mar 21:05

Coronavírus: Como Portugal e Irlanda utilizam os correios para ajudar os mais idosos

Coronavírus: Como Portugal e Irlanda utilizam os correios para ajudar os mais idosos

Irlanda e Portugal adoptaram medidas para facilitar vida aos mais idosos e vulneráveis. Carteiros irlandeses ajudam com compras e interagem diariamente com os mais vulneráveis. Em Portugal, CTT vai começar a entregar medicamentos.

Os carteiros da An Post, empresa estatal irlandesa de entrega de correspondência, vão começar a verificar o estado de saúde dos mais idosos e outras pessoas de risco. Esta é uma das medidas que fazem parte do conjunto de alterações adoptadas pela empresa para auxiliar as famílias durante o combate à pandemia de covid-19.

“Eles vão fazer um conjunto de perguntas: se precisam de comida, medicamentos, enviar mensagens. E o carteiro ou carteira vai anotar essas necessidades e garantiremos que sejam preenchidas”, explicou, numa conferência de imprensa a anunciar todas estas medidas, o presidente da An Post, David McRedmond.

Para além das razões de saúde, esta iniciativa pretende também combater o isolamento sentido pelos mais idosos, muitas vezes com necessidade de isolamento. Nesse sentido, a An Post também adoptou a medida de deixar, em todas as casas no país, dois postais, que podem depois ser enviados para qualquer parte do país de forma gratuita.

Idosos e outras pessoas de grupos mais vulneráveis terão serviços de correio completamente gratuito, avançou o presidente da An Post, confinando que a confiança estabelecida entre os carteiros e os habitantes das várias cidades facilitará estes contactos. 

A empresa estatal está também em negociações para que os mais idosos conseguiam receber gratuitamente os jornais nacionais em suas casas. “Sabemos quão importantes são as notícias e os jornais para as pessoas”, afirmou David McRemond.

De acordo com os dados divulgados esta quinta-feira pelas autoridades de saúde irlandesas, há 1819 casos activos e já morreram 19 pessoas desde o início da pandemia de covid-19.

Em Portugal, a Associação Nacional de Farmácias (ANF) e os Correios de Portugal (CTT) juntaram-se para lançar, a partir desta quinta-feira, um novo serviço de entrega de medicamentos ao domicílio, em resposta à pandemia de covid-19.

“Os portugueses vão poder receber medicamentos em casa em todo o país. Um novo serviço farmacêutico postal permite aos cidadãos fazer encomendas às farmácias à distância, por email ou telefone. Poderão ainda receber em casa os medicamentos temporariamente indisponíveis na sua farmácia, sem necessitarem de uma segunda deslocação”, anunciaram a ANF e os CTT em comunicado conjunto.

A lista de farmácias aderentes e todos os contactos necessários para fazer as encomendas estão disponíveis nos sites das farmácias portuguesas e dos CTT

Os CTT garantem a entrega no dia seguinte de todas as encomendas realizadas até às 16h. “Tendo em conta o actual contexto de epidemia, o serviço será disponibilizado a um preço promocional, até 30 de Abril, de três euros mais IVA por entrega”, informam as entidades. Com Lusa

1
1