www.publico.ptpublico.pt - 26 mar 19:22

Coronavírus estraga as Festas do Povo de Campo Maior: adiadas para 2021

Coronavírus estraga as Festas do Povo de Campo Maior: adiadas para 2021

As festas que só acontecem quando o povo quer, afinal, não voltam este Verão, como já estava decidido. As flores só voltarão a invadir as ruas no próximo ano, até porque era agora que os trabalhos começariam.

As tradicionais Festas do Povo de Campo Maior (Portalegre), que fazem “florir” a vila com flores de papel, foram adiadas para 2021 na sequência da pandemia de covid-19, confirmou a organização. As festas são decididas pelos moradores, não tendo periodicidade definida. 

Em 2011, chegaram a um milhão de visitantesVoltaram em 2015 e 2020 tinha sido declarado recentemente ano de Festas do Povo. 

De tradição secular e realizadas pela última vez em 2015, as festas estavam agendadas para este ano, entre os dias 29 de Agosto a 6 de Setembro.

PÚBLICO - Foto Preparativos para as festas de 2015 MARA CARVALHO

“Nós decidimos adiar as festas para 2021, com data ainda por definir”, disse a presidente da Associação das Festas do Povo de Campo Maior, Vanda Portela, à Lusa.

A decisão de adiar o evento, que tem como principal atractivo apresentar aos visitantes dezenas de ruas “engalanadas” com flores de papel, foi tomada em parceria com o município.

“A parte logística das festas está comprometida. A essência das festas era o começar agora, com as pessoas a recolher os materiais para fazer as flores, mas como não é possível os ajuntamentos, nós o que fizemos foi parar”, explicou.

Em comunicado, a Câmara de Campo Maior sublinha que esta não foi uma decisão tomada de “ânimo leve”, mas “valores mais altos se levantam” perante a situação que se vive devido ao surto.

A preparação dos festejos é feita rua a rua, sendo que o trabalho desenvolvido em cada uma delas fica em segredo, mesmo para amigos e familiares dos moradores, e só é dado a conhecer na noite da enramação (quando são decoradas).

Em 2015, perto de 7.500 voluntários prepararam a última edição das Festas do Povo, na qual participaram 99 ruas, numa extensão de cerca de 10 quilómetros.

As Festas do Povo de Campo Maior passaram, em Dezembro de 2018, a estar inscritas no Inventário Nacional do Património Cultural Imaterial, estando ainda em curso a sua candidatura a Património Cultural Imaterial da Humanidade, pela Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura (UNESCO).

O presidente da Turismo do Alentejo e Ribatejo, António Ceia da Silva, disse à Lusa no início deste mês que as Festas do Povo de Campo Maior vão ser “a candidatura portuguesa em 2021” à UNESCO.

O processo está entregue na UNESCO, “em Paris”, França, e “será a candidatura portuguesa em 2021”, adiantou o responsável da Entidade Regional de Turismo.

1
1