Isolamento da população e protecção dos profissionais levam ARS de Lisboa e Alentejo a lançar o modelo criado depois dos incêndios de 2017 para apoio psiquiátrico em situações de emergência. Algarve accionou plano, mas só esta quarta-feira.