desporto.sapo.ptdesporto.sapo.pt - 25 mar 23:26

Covid-19: ANOC diz que adiamento de Tóquio2020 traz segurança aos atletas

Covid-19: ANOC diz que adiamento de Tóquio2020 traz segurança aos atletas

O organismo, que reúne os 206 comités de todo o mundo, manifesta-se esperançoso de que os atletas olímpicos vão ressurgir “mais fortes do que nunca”....

A Associação dos Comités Olímpicos Nacionais (ANOC) disse que o adiamento do Jogos Olímpicos Tóquio2020 para 2021, face à pandemia de Covid-19, dá “segurança” aos atletas, que agora podem “planear com conhecimento” as suas temporadas.

"A ANOC congratula-se com a certeza de que esta decisão fornece aos atletas o conhecimento de que os Jogos não vão decorrer este ano e reconhece que a saúde é a prioridade número um e está acima de qualquer outra consideração", referiu o presidente em funções, Robin Mitchell, no comunicado hoje divulgado.

O organismo, que reúne os 206 comités de todo o mundo, manifesta-se esperançoso de que os atletas olímpicos vão ressurgir “mais fortes do que nunca”.

Os Jogos Olímpicos Tóquio2020 foram adiados para 2021, devido à pandemia de covid-19, anunciaram hoje o Comité Olímpico Internacional (COI) e o Comité Organizador dos Jogos, em comunicado.

“Nas presentes circunstâncias e baseado nas informações dadas hoje pela Organização Mundial de Saúde, o presidente do COI [Thomas Bach] e o primeiro-ministro do Japão [Shinzo Abe] concluíram que os Jogos da XXXII Olimpíada em Tóquio devem ser remarcados para uma data posterior a 2020 e nunca depois do verão de 2021”, lê-se no comunicado.

O novo coronavírus, responsável pela pandemia da covid-19, já infetou mais de 386 mil pessoas em todo o mundo, das quais cerca de 17.000 morreram.

Depois de surgir na China, em dezembro, o surto espalhou-se por todo o mundo, o que levou a Organização Mundial da Saúde (OMS) a declarar uma situação de pandemia.

Vários países adotaram medidas excecionais, incluindo o regime de quarentena e o encerramento de fronteiras.

Em Portugal, há 33 mortos e 2362 infetados confirmados. Portugal encontra-se em estado de emergência desde as 00:00 de quinta-feira e até às 23:59 de 02 de abril.

1
1