expresso.ptClara Ferreira Alves - 15 fev 09:13

Estes pobres coreanos

Estes pobres coreanos

O espetáculo de violência desbragada, a comédia vira tragédia, de umas classes contra as outras, ou seja, o tema da retribuição, é que deu óscares e público a “Parasitas”

famoso diálogo “rich are different” entre Scott Fitzgerald e Ernest Hemingway nunca aconteceu. As frases foram retiradas de livros que os dois escreveram. Fitzgerald teria dito a Hemingway “os ricos são diferentes” e Hemingway teria respondido “sim, têm mais dinheiro que tu e eu”. Na verdade, Hemingway escreveu que os muito ricos tinham mais dinheiro. Rico era ele, os muito ricos são uma categoria diferente. E Fitzgerald, escrevendo para sobreviver a uma vida de luxo e concertada dissipação, adorava os ricos. E adorava dar-se com eles. Hemingway dava-se naturalmente com ricos e muito ricos sem emulação.

O diálogo, a ter existido, seria ótimo como ilustração das posições relativas dos dois escritores. Claro que os ricos de Fitzgerald eram tão infelizes como Zelda e ele, basta ler “O Grande Gatsby” e “Terna É a Noite” e verificar como nos partem o coração de tristeza. Os ricos de Hemingway são mais esporádicos e não lhe interessam como espécie.

Este é um artigo exclusivo. Se é assinante clique AQUI para continuar a ler. Para aceder a todos os conteúdos exclusivos do site do Expresso também pode usar o código que está na capa da revista E do Expresso.

Caso ainda não seja assinante, veja aqui as opções e os preços. Assim terá acesso a todos os nossos artigos.

1
1