expresso.ptexpresso.pt - 14 fev 16:28

Ana Botín reuniu os altos quadros do Santander em Lisboa

Ana Botín reuniu os altos quadros do Santander em Lisboa

A chairman executiva do banco espanhol Santander esteve na capital portuguesa para presidir à reunião dos cerca de 40 líderes dos países onde opera o grupo. Ana Botín foi considerada, em setembro passado, a mulher mais poderosa do mundo pela revista "Fortune"

Promontório é o nome do grupo que reúne a liderança de topo do Banco Santander com os presidentes do banco em cada país. E, pela primeira vez desde que assumiu a liderança do grupo Santander, Ana Botín escolheu Lisboa para juntar a alta direção do grupo e os líderes dos países onde o Santander está presente, na passada quarta-feira. Promontório é também a designação do palácio que serviu de residência à família Botín, no alto de uma colina de onde se avista a Baía de Santander.

O propósito do encontro serve para "definir a visão corporativa, os valores e a estratégia" daquele que é o segundo maior banco da Europa e um dos 25 maiores do mundo.

O Santander tem 144 milhões de clientes em todo o mundo e uma história com mais de 160 anos. Ana Botín assumiu a liderança desde a morte do seu paí, Emílio Botín, em 2014. E, segundo a comunicação oficial do banco, procura neste momento adaptar-se às novas exigências e expectativas dos clientes, num contexto em que os seus concorrentes e parceiros enfrentam também mudanças por vezes disruptivas.

No número de setembro, a revista norte-americana "Fortune" voltou a eleger as mulheres mais influentes do mundo, colocando Ana Botín no primeiro lugar. O bom desempenho em 2018, sobretudo no Brasil e no México, aliado ao processo de digitalização, assim como o fortalecimento do capital do banco e o seu melhor relacionamento com os clientes, foram razões que justificaram essa classificação. Emma Walmsley, CEO da GlaxoSmithKline e Dong Mingzhu, presidente da Gree Electric Appliances, ocuparam os restantes lugares do podium.

1
1