desporto.sapo.ptdesporto.sapo.pt - 14 fev 12:50

EURO 2020 com pedido recorde de 28 milhões de bilhetes

EURO 2020 com pedido recorde de 28 milhões de bilhetes

Foi feito um número sem precedentes de pedidos de bilhetes para a fase final deste ano....

A procura de bilhetes para o Euro2020 de futebol, que decorrerá em 12 países, alcançou um número recorde superior a 28 milhões de pedidos e duplicou a da edição de 2016, foi hoje divulgado pela UEFA.

Na fase de vendas aberta aos adeptos das seleções qualificadas em dezembro de 2019 para o Euro2020, a decorrer de 12 de junho a 12 de julho, foram pedidos 8.977.427 bilhetes, o que é mais de três vezes o número de ingressos solicitados durante a mesma fase para o Euro2016, em França.

Após as vendas públicas bem-sucedidas no verão de 2019, quando a UEFA registou 19,3 milhões de pedidos de ingressos, houve um total, sem precedentes, de aproximadamente 28,3 milhões de solicitações para 2,5 milhões de bilhetes disponíveis.

A UEFA refere que o número de ingressos solicitados para o Euro2020 é o dobro do total dos pedidos para o Euro2016, o que atesta “o nível de interesse sem precedentes que a prova está a despertar”, com “a maior procura de bilhetes de todos os tempos”.

Os lugares mais baratos foram os mais procurados, correspondendo a mais de metade dos ingressos colocados à venda, com o valor de 30 euros por ingresso, para a fase de grupos em Baku, Bucareste e Budapeste, e 50 euros nas outras cidades-sede.

“Estes números impressionantes são uma prova clara de que os adeptos estão a responder com entusiasmo ao primeiro torneio realizado em toda a Europa, que contará com 12 países anfitriões e permitirá a oito cidades a estreia num evento do género”, refere a UEFA.

A final do Euro2020, prevista para decorrer em 12 de julho, no Estádio Wembley, em Londres, registou mais de 714 mil pedidos de ingressos, o que corresponde a quase oito vezes a capacidade do recinto.

Da mesma forma, a partida entre a França e a Alemanha, ambas no Grupo F com Portugal, que será realizada em Munique, em 16 de junho, atraiu mais de 710 mil pedidos de ingressos.

Além dos 12 países anfitriões do Euro2020, em que Portugal defenderá o título conquistado em França, houve uma forte procura de ingressos de adeptos residentes nos países vizinhos, nomeadamente Finlândia, Áustria, França e Polónia.

De acordo com os números divulgados hoje pela UEFA, 64% dos pedidos de ingressos vieram de adeptos residentes nos países anfitriões, pelo que esta edição da prova fica já marcada pelo facto de ser a que mais regista a participação do público local.

A próxima venda de ingressos decorrerá em abril, para adeptos das equipas que se qualificarem através dos jogos dos ‘play-off’. Os ingressos restantes para qualquer uma das partidas serão vendidos, por ordem de chegada, mais perto do torneio.

Os adeptos que desejarem revender os seus ingressos poderão recorrer à plataforma oficial da UEFA, que será lançada no final de fevereiro. Se os bilhetes forem vendidos, o comprador original receberá o seu dinheiro de volta.

1
1