desporto.sapo.ptdesporto.sapo.pt - 14 fev 12:40

Famalicão "vai ser um clube de referência em Portugal", assegura presidente da SAD

Famalicão "vai ser um clube de referência em Portugal", assegura presidente da SAD

Miguel Ribeiro falou durante a apresentação do novo autocarro do clube famalicense.

O presidente da SAD do Famalicão, Miguel Ribeiro, admitiu esta sexta-feira, na cerimónia de apresentação do autocarro da equipa principal de futebol, que o Famalicão "vai ser um clube de referência em Portugal.

À margem do evento, Miguel Ribeiro, presidente da SAD dos minhotos, falou aos jornalistas do atual momento do clube e perspetivou aquilo que acredita que será o futuro dos famalicenses, passando por uma melhoria nas infraestruturas do clube.

"Adaptar as infraestruturas à estrutura será o próximo grande passo de Famalicão e da SAD do Famalicão. Estamos a trabalhar com a câmara municipal para arranjar soluções relativamente ao estádio. A SAD começou por melhorar a equipa e a estrutura, agora vamos melhorar as infraestruturas. Vamos ser um clube e uma SAD de referência em Portugal. Isso significa termos um estádio de nível, um centro de estágio para a equipa com condições perfeitas e um autocarro próprio para nos locomovermos. Queremos também que as equipas A, sub-23 e sub-19 estejam aptas para lutar por ganhar todos os jogos, que a nossa marca dê rentabilidade à SAD e que a nossa base social - os adeptos - seja forte", disse.

Lembrando o trajeto que o Famalicão está a fazer no campeonato, o presidente da SAD salientou a importância do novo autocarro.

"Ainda falta muita coisa, mas estamos a crescer passo a passo. Criar condições faz parte desse crescimento e estamos a dar essas condições aos nossos profissionais e à nossa marca para representar Famalicão pelo país. Este tipo de ferramentas dá conforto à equipa e isso é importante para nós. Este autocarro revela a ambição de espalharmos a nossa marca pelo país", frisou ainda.

Após a polémica em termos de arbitragem nos jogos com o Benfica, na meia-final da Taça de Portugal, Miguel Ribeiro afirmou: "Já marcámos a nossa posição em relação à arbitragem. Agora, queremos falar do nosso jogo e dos nossos jogadores. Relativamente a outras questões, esperamos que os responsáveis estejam atentos. O que vimos é por demais evidente, toda a gente viu. No entanto, não nos cabe a nós estarmos sempre queixarmo-nos ou colocarmos em crise uma área que não controlamos. Se todos fizermos o nosso trabalho, o futebol português vai ser melhor."

Miguel Ribeiro falou ainda do desempenho do Famalicão e do impacto que criou no futebol português.

"Este é o primeiro ano do Famalicão na I Liga, 25 anos depois. Há 25 anos que as pessoas não sabiam o que era o Famalicão e é normal haver alguma surpresa pelo percurso. Vivemos bem com isso, porque, dentro de portas, sabemos qual é o nosso caminho. Esse caminho está assente numa estrutura que terá de ser melhorada em termos de infraestruturas. No entanto, temos o nosso foco nos jogadores, no jogo, nos adeptos, na marca e em criar um Famalicão grande. O país vai gradualmente habituar-se a esse crescimento", concluiu.

Além de Miguel Ribeiro, estiveram presentes na cerimónia de apresentação do autocarro Amit Singh, representante da Quantum Pacific e administrador executivo da SAD, Paulo Cunha, presidente da Câmara Municipal de Famalicão, e Mário Passos, vereador do desporto do município.

1
1