The Sleeping Thousand passa-se no gabinete do primeiro-ministro de Israel. Adam Maor, o compositor da ópera que chega esta quinta-feira à Fundação Calouste Gulbenkian, em Lisboa, explica como partiu de algo que se pode ler todos os dias nos jornais