expresso.ptexpresso.pt - 16 jan 08:56

Confrontos no norte da Síria fizeram pelo menos 39 mortos

Confrontos no norte da Síria fizeram pelo menos 39 mortos

Intensos combates entre as forças do regime sírio e extremistas islâmicos e grupos da oposição na província de Idleb fizeram pelo menos 39 mortos durante a noite, indicou esta quinta-feira o Observatório Sírio para os Direitos Humanos

Os confrontos e os raids aéreos de Damasco assim como os tiros de artilharia na região começaram na semana passada.

A ofensiva foi anunciada pelas forças russas, aliadas de Damasco tendo sido depois confirmada pela Turquia.

De acordo com o Observatório Sírio para os Direitos Humanos, uma organização não-governamental com uma rede de informadores em todo o território sírio, nas últimas horas morreram em Idleb, nordeste do país, 39 pessoas, 22 das quais eram combatentes extremistas do Hayat Tahrir al-Cham (ex-braço armado da Al Qaeda) e "rebeldes" que se opõem ao regime.

O diretor do obervatório, Rami Abdel Rahmane, acrescentou que os restantes 17 mortos eram membros do Exército sírio e elementos das milícias aliadas de Damasco.

Durante as últimas horas, as forças do regime ocuparam duas aldeias na ofensiva que progride em direção à cidade de Maaret al-Noomane.

Na quarta-feira, os ataques aéreos de Damasco mataram 18 civis em Idleb, a cidade que é apontada como um dos últimos bastiões dos grupos que lutam contra o regime.

O conflito na Síria começou em 2011 e fez até ao momento mais de 380 mil mortos, entre os quais 115 mil civis e provocou milhões de deslocados internos e refugiados.

1
1