eco.sapo.pteco.sapo.pt - 16 jan 11:17

Preço das casas subiu mais que as rendas desde a crise

Preço das casas subiu mais que as rendas desde a crise

Se na Europa o preço das rendas subiu mais do que o da compra de casa desde a crise, em Portugal assistiu-se ao contrário, diz o Eurostat.

Comprar ou arrendar? É sempre a dúvida que se coloca por parte de quem procura casa. É preciso, muitas vezes, fazer contas para perceber qual a melhor solução, especialmente com os custos a subirem como têm subido. A explicação está no expressivo aumento dos valores de venda dos imóveis no mercado nacional nos últimos anos.

“Os preços das casas e das rendas na União Europeia têm seguido diferentes caminhos desde a crise financeira. Enquanto as rendas aumentaram de forma sustentada desde o período da crise até ao terceiro trimestre 2019, os preços das casas flutuaram de forma significativa”, nota o gabinete de estatísticas europeu.

Neste sentido, o valor das rendas pagas pelos inquilinos nos 28 países europeus aumentou, em média, 21% nestes 12 anos, acima do aumento de 19,1% apresentado pelos valores de compra dos imóveis. Esta conclusão do Eurostat para toda a UE esconde, contudo, realidades distintas de alguns países, entre eles Portugal.

No mercado nacional, o preço das casas aumentou bem mais do que as rendas desde a crise. Regista-se uma subida de quase 40% no valor das rendas, enquanto o preço das casas agravou-se em menos de 30% entre 2007 e 2019.

Este comportamento díspar de Portugal face à generalidade dos países europeus traduz a forte subida recente dos preços das casas. 2017, 2018 e 2019 foram anos de aumentos expressivos no valor das casas, registando-se um aumento de 10,3% nos valores dos imóveis no terceiro trimestre do ano passado, o quarto maior entre os 28 da UE.

1
1