desporto.sapo.ptdesporto.sapo.pt - 16 jan 13:47

Ivo Vieira: "Tudo vai mudar quando a bola começar a entrar"

Ivo Vieira: "Tudo vai mudar quando a bola começar a entrar"

Treinador do Vitória de Guimarães afirma que a equipa tem de ser mais eficaz para vencer o Santa Clara....

O treinador Ivo Vieira afirmou hoje que o Vitória de Guimarães tem de ser mais eficaz para derrotar, no sábado, o Santa Clara, em partida da 17.ª jornada da I Liga portuguesa de futebol, que encerra a primeira volta.

Na antecâmara de um duelo entre duas equipas que raramente venceram nas jornadas mais recentes - os minhotos venceram um dos últimos sete jogos e os açorianos somente um dos últimos nove -, o técnico lamentou a incapacidade dos vimaranenses marcarem qualquer golo nos últimos dois jogos do campeonato - Benfica (derrota por 1-0) e Marítimo (0-0) -, situação que deseja ver alterada.

"Temos de ser melhores no último terço, na definição e na finalização. No último jogo e no jogo com o Benfica [derrota por 1-0], foi evidente a capacidade de o Vitória ser superior ao adversário, mas sem golos. A equipa tem tido muito volume de jogo ofensivo, mas isso não se tem refletido nos resultados e nos pontos", disse, na antevisão da partida agendada para as 15:30, em Guimarães.

Com um pecúlio de 22 pontos após 16 jogos, que equivale atualmente ao sexto lugar da tabela, o plantel vimaranense tem vivido alguma "frustração" e até "ansiedade" após desafios em que "sufoca os adversários", com número de ataques, remates e cantos, mas não ganha, admitiu Ivo Vieira.

"Não acontecendo a vitória, há mais intranquilidade no comportamento dos jogadores no último terço do terreno, o que leva à ansiedade na finalização. Temos de ter mais discernimento para que o golo apareça", reconheceu.

O treinador vincou, porém, que o grupo por si treinado "continua a confiar" no trabalho realizado durante a semana e a acreditar que "tudo vai mudar quando a bola começar a entrar", a começar pelo embate com o Santa Clara.

Apesar de querer regressar aos triunfos, Ivo Vieira alertou que a equipa de Ponta Delgada, 14.ª da tabela, com 17 pontos, é "muito competitiva", com "homens rápidos nas alas do ataque", um meio-campo com "muita dinâmica" e uma "defesa bem organizada", com "centrais muito altos e fortes no jogo aéreo".

O ‘timoneiro’ vitoriano salientou precisamente que o jogo aéreo é uma das fragilidades no seu plantel, com apenas "três ou quatro jogadores com agressividade e altura suficientes" para criarem perigo em bolas paradas como os cantos, entre os quais os centrais habitualmente titulares - Tapsoba e Pedro Henrique.

Questionado sobre a necessidade de se contratarem jogadores que fortaleçam o jogo aéreo do Vitória, Ivo admitiu que é "sempre importante" a equipa ter mais "agressividade e qualidade", mas frisou que "possíveis entradas e saídas" vão ser ponderadas até 31 de janeiro, data de encerramento do mercado de transferências em curso.

O Vitória de Guimarães, sexto classificado da I Liga, com 22 pontos, recebe o Santa Clara, 14.º, com 17, em partida da 17.ª jornada, agendada para as 15:30 de sábado, no Estádio D. Afonso Henriques, em Guimarães.

1
1