www.publico.ptpublico.pt - 15 jan 22:39

Juventus goleia sem Ronaldo e fica à espera do Parma-Roma

Juventus goleia sem Ronaldo e fica à espera do Parma-Roma

Manchester United eliminou o Wolverhampton da Taça de Inglaterra com um golo solitário de Mata.

No dia em que foi pela 14.ª vez eleito para a equipa do ano da UEFA — num “onze” dominado pelos campeões europeus do Liverpool —, Cristiano Ronaldo falhou o compromisso dos oitavos-de-final da Taça de Itália, em que a Juventus se impôs à Udinese (4-0), uma ausência justificada pelos octocampeões transalpinos com uma crise de sinusite. 

O único português (Bernardo Silva e Bruno Fernandes estavam nomeados mas não receberam os votos necessários dos adeptos que participam na eleição) presente na equipa da UEFA acabou por perder uma boa oportunidade de se estrear na competição e de ampliar a conta pessoal, já que a “Juve” goleou com golos dos argentinos Gonzalo Higuaín (16’) e Paulo Dybala (26’ e 58’) e do brasileiro Douglas Costa (61’), que assumiu a vaga de Cristiano, tendo obtido o segundo e o quarto golos de grande penalidade. 

Depois de Nápoles, Lazio e Inter terem garantido o apuramento na véspera, nesta quarta-feira foi a vez de Fiorentina (venceu a Atalanta por 2-1), AC Milan (impôs-se ao SPAL por 3-0) e Juventus se qualificarem, restando saber se o último “passageiro” (e adversário da “Juve”) é o Parma ou a Roma, de Paulo Fonseca, que se defrontam ena quinta-feira, em Parma.

Mas o dia foi igualmente de taça em Inglaterra, com Nuno Espírito Santo e a formação mais portuguesa do Reino Unido a encerrar a participação na terceira ronda (16 avos-de-final) ao ser derrotada em Manchester, pelo United. Depois do nulo da primeira mão, o Wolverhampton perdeu pela diferença mínima (1-0). 

O golo do espanhol Juan Mata (67’) foi decisivo num jogo que começou com os “wolves” a festejarem um remate certeiro de Pedro Neto (10’)... anulado pelo vídeoárbitro por mão de Raúl Jiménez. Com João Moutinho, Pedro Neto e Rúben Neves no “onze” inicial — Patrício foi suplente e Rúben Vinagre entrou nos últimos 15 minutos —, o Wolverhampton foi eliminado pela equipa do também português Diogo Dalot, que não chegou a actuar, graças a uma assistência de Martial para a velocidade de Mata, que bateu Ruddy com classe.

Em França, destaque para o Mónaco-Paris Saint-Germain, encontro em atraso relativo à 15.ª jornada que os parisienses resolveram sem problemas de maior, impondo-se por 1-4 no reduto dos monegascos, agora comandados pelo espanhol Robert Moreno, sucessor de Leonardo Jardim. Três dias depois da igualdade (3-3) registada na visita do Mónaco a Paris, em jogo da 20.ª jornada do campeonato gaulês, Kylian Mbappé bisou, abrindo e encerrando a questão (24’ e 90+1’), depois de Neymar ter elevado a vantagem (45+2’) na transformação de uma grande penalidade e de Pablo Sarabia (72’) ter assinado o terceiro golo dos líderes da Ligue 1. Pelo Mónaco marcou Bakayoko (87’).

Destaque ainda para a Taça da Grécia, com o Olympiacos, orientado por Pedro Martins, e o PAOK, treinado por Abel Ferreira, a garantirem a passagem aos quartos-de-final, confirmando a superioridade sobre o Kalamata e OFI Creta, respectivamente, ambos por (4-1).

1
1