expresso.ptexpresso.pt - 14 jan 09:50

Ministério Público bloqueia prescrição de processos contra BES

Ministério Público bloqueia prescrição de processos contra BES

Dois inquéritos anexados ao processo principal do caso GES corriam o risco de prescrição em março deste ano

O Ministério Público interrompeu ontem a prescrição de dois inquéritos integrados no caso Grupo Espírito Santo (GES), que resultaram de queixas de clientes lesados do BES, revela o “Correio da Manhã” esta terça-feira.

Os dois inquéritos estão relacionados com investimentos que os lesados fizeram em produtos financeiros controlados pelo BES, como as séries comerciais Poupança Plus e EG Premium, cujo dinheiro terá sido depois canalizado para pagar a dívida das empresas do GES.

Os dois inquéritos estavam anexados ao processo principal do caso GES com as designações de Apenso Q 92 e Apenso Q 136; ambos corriam o risco de prescrição em março deste ano.

De forma a travar a prescrição dos inquéritos, o Ministério Público constituiu arguidos os gestores desses produtos financeiros, funcionários bancários do antigo BES, e autonomizou os dois inquéritos do processo principal do GES.

O Ministério Público determinou também que todos os assuntos relacionados com estes dois inquéritos fossem prioritários e urgentes.

1
1