pplware.sapo.ptpplware.sapo.pt - 14 jan 14:00

EUA deve suspender 1.000 drones civis por usarem tecnologia chinesa

EUA deve suspender 1.000 drones civis por usarem tecnologia chinesa

O Departamento do Interior dos EUA poderá suspender permanentemente o uso de quase 1000 drones civis, por estes usarem tecnologia chinesa.

A relação entre os EUA e China nunca foi a mais saudável. Agora o governo de Trump poderá cancelar o seu programa com cerca de mil drones civis, isto porque utilizam tecnologia chinesa.

Tudo indica que os Estados Unidos da América temam que a China use os drones para espionagem.

O problema de Donald Trump com os drones chineses já não é de agora, e parece estar longe de estar resolvido.

Cerca de mil drones civis devem ser suspensos de funções

O Departamento do Interior dos Estados Unidos poderá suspender permanentemente o uso de quase 1000 drones civis, avança o Financial Times. Os drones civis têm como função o mapeamento de terrenos e localização de recursos.

Segundo as informações, apesar do Secretário do Interior David Bernhardt ainda não ter assinado nenhum documento oficial, quem conhece o seu modo de atuar afirma que Bernhardt irá suspender toda a frota de drones das suas funções.

No entanto, esta decisão não suspenderá a utilização para fins de emergência como o combate a incêndios florestais e treino.

Suspensão pretende evitar espionagem por parte da China

O problema que os EUA identificam nos drones é que estes utilizam tecnologia chinesa ou são lá produzidos.

Assim, o governo de Trump considera haver um elevado risco de que o governo chinês utilize os drones para espiar os EUA.

Funcionários estão contra esta proposta

Por outro lado, o Financial Times teve também acesso a alguns documentos que mostram haver muitos funcionários do Departamento do Interior que estão contra esta proposta.

Os funcionários defendem que a suspensão irá prejudicar as atividades dos drones, as quais consideram ser realmente úteis, como o Serviço Geológico dos Estados Unidos que utiliza drones para monitorização agrícola, preparação para terremotos e resposta a inundações.

Proibição já condicionou alguns serviços

O cancelamento de serviços, para já temporário, mas que poderá ser permanente, já começou a causar condicionamentos nalgumas serviços.

Exemplo disso é a unidade Fish and Wildlife Service do Departamento do Interior dos EUA, uma vez que já teve que cancelar voos de drones que tinham como função a contagem de animais e monitorização de queimadas controladas.

EUA não comentam e DJI aguarda informações oficiais

Para já, os EUA ainda não responderam ao pedido de mais informações por parte da comunicação social.

Por sua vez, a marca chinesa DJI, uma das maiores fabricantes de drones do mundo, aguarda ansiosa pelas conclusões do Departamento para esta suspensão:

While we have not seen the new policy, we look forward to reviewing the findings of DOI’S comprehensive review of its drone programme, given the lack of credible evidence to support a broad country-of-origin restriction on drone technology.”

De salientar que a DJI construiu 121 drones do Departamentos do Interior dos EUA.

1
1