eco.sapo.pteco.sapo.pt - 4 dez 13:24

James vence prémio jovem empreendedor 2019

James vence prémio jovem empreendedor 2019

Startup que trabalha com uma solução de deep learning adaptada ao mercado laboral venceu distinção atribuída pela ANJE há 21 edições.

A startup Newton, fundada pelos portuguesas Hélder Silva e Rui Costa e com sede em São Francisco, nos Estados Unidos, foi a grande vencedora do 21.º prémio do jovem empreendedor, atribuído pela ANJE. A equipa vencedora desenvolveu uma plataforma tecnológica que combina algoritmos de deep learning e NLP que, em termos práticos, é uma solução de recrutamento via chat que ajuda candidatos a encontrarem emprego e, ao mesmo tempo, as empresas a contratarem capital humano.

Ricardo Santos Silva, cofundador da Newton, no dia de entrega de prémios no Palácio da Ajuda. ANJE

Fundada em 2016, a Newton Labs — a base da Newton –, a startup nasceu depois de os dois fundadores se terem conhecido num hackathon no Porto. Apesar de, nessa altura, a ideia não ter resultado, serviu para que os dois fundadores percebessem que simplificar os processos de recrutamento era uma necessidade do mercado e uma ideia com potencial de negócio.

A solução atual da Newton alia a inteligência artificial ao processamento de linguagem natural e aplica esta tecnologia ao chat do Messenger no Facebook. A conversa desenrola-se com o objetivo de chegar a uma lista reduzida com os melhores “matchs” para recrutamento de candidatos, sendo todo este processo realizado em menos de 20 minutos graças à inteligência artificial. Neste momento, a Newton já recebeu uma ronda financiamento de mais de 350 mil euros de investidores como a Universidade de Oxford ou a Will Group (um dos gigantes japoneses de recrutamento), contando atualmente com uma avaliação de 5,1 milhões de dólares (mais de 4,4 milhões de euros) e com clientes como a Nike, a Uber, o Starbucks ou o Youtube.

José Pedro Freitas, presidente da ANJE, assegura que “a Newton tem as características essenciais dos negócios da nova economia: conhecimento especializado, inovação disruptiva, tecnologias digitais, capital humano, escalabilidade e dimensão internacional”. Do prémio total de 25.000 euros, o vencedor tem de aplicar 10.000 no capital social da empresa e os restantes são materializados em serviços de apoio.

O prémio jovem empreendedor é um dos mais antigos galardões de empreendedorismo do país. Além de premiar o “jovem empreendedor do ano”, a ANJE distinguiu ainda outras personalidades em categorias distintas. Vhils (Cultura) venceu o prémio Mentes Empreendedoras (Empreendedorismo Social), Mak Sense (Exportador) e Ricardo Santos Silva (Diáspora) foram os vencedores por categorias, e António da Silva Rodrigues, fundador do grupo Simoldes, foi distinguido com o prémio Carreira.

1
1