eco.sapo.pteco.sapo.pt - 4 dez 16:57

Depois de quedas, Lisboa volta aos ganhos. BCP sobe quase 3%

Depois de quedas, Lisboa volta aos ganhos. BCP sobe quase 3%

Maioria das cotadas encerrou a sessão em alta na bolsa nacional, permitindo ao PSI-20 seguir a tendência da Europa. Lisboa somou 1,72%.

A bolsa nacional regressou aos ganhos, depois de quatro sessões consecutivas em queda. O índice de referência português terminou o dia pintado de verde, com o setor da pasta do papel e da energia a impulsionarem, bem como o “peso pesado” BCP, que subiu quase 3%. A praça portuguesa seguiu assim a tendência positiva da Europa.

O PSI-20 disparou 1,72%, para os 5.124,4 pontos, com apenas três dos seus 18 títulos que o compõem em queda — Mota Engil, Sonae Capital e F. Ramada.

Em “terreno” verde, destaque para o BCP, que avançou 2,92% para os 0,1941 euros. Também as papeleiras sobressaíram. A Altri disparou 3,29% para os 5,65 euros, a Navigator avançou 2,43% para os 3,54 euros e a Semapa subiu 1,34% para os 13,64. Na energia, o dia também foi de ganhos. A EDP valorizou 1,83%, para os 3,61 euros, a EDP Renováveis somou 1,31%.

BCP lidera ganhos

Já a Galp Energia subiu 0,35% para os 14,46 euros, numa altura em que o petróleo avança mais de 3%, na véspera da reunião da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (OPEP), onde deverão ser decididos novos cortes na produção de petróleo.

Nota ainda para as retalhistas Sonae e Jerónimo Martins, que somaram 3,29% e 1,43%, respetivamente. Por outro lado, nas perdas, encontra-se a Sonae Capital, que caiu 0,90% e a Mota-Engil, que recuou 0,33%.

Pelo Velho Continente, grande parte das praças terminou a sessão com ganhos de mais de 1%, numa altura de otimismo face às negociações comerciais entre os EUA e a China. O Stoxx 600 somou 1,11%, enquanto o alemão DAX avançou 1,13%, o francês CAC 40 subiu 1,27% e o espanhol IBEX 35 valorizou 1,44%.

1
1