www.publico.ptpublico.pt - 4 dez 18:44

Vista Alegre anuncia aumento de capital

Vista Alegre anuncia aumento de capital

Empresa quer emitir 15 milhões de acções com preço de subscrição entre 1 e 1,15 euros e arrecadar um mínimo de 10,66 milhões de euros. Negociação dos títulos foi suspensa.

A Vista Alegre Atlantis (VAA) anunciou esta quarta-feira a intenção de realizar um aumento de capital, através de uma “oferta particular junto de investidores qualificados” que se realizará hoje e amanhã (4 e 5 de Dezembro).

Aquando do anúncio, as acções já tinham sido suspensas da negociação em bolsa pela Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM).

No comunicado divulgado esta manhã, a empresa detida em cerca de 90% pelo grupo Visabeira explica que pretende emitir “15.240.914 novas acções ordinárias, escriturais e nominativas, representativas de aproximadamente 10% do capital social actual da sociedade”.

Estes títulos terão o valor nominal de 0,80 euros cada e o montante de mínimo de subscrição será de 100 mil euros por subscritor.

Cada nova acção a emitir neste aumento de capital “será subscrita por um montante entre 1,00 euros e 1,15 euros, a ser determinado após o final do período de oferta” – ou seja, no caso de uma subscrição integral, o valor da operação andará entre os 15 milhões e os 17 milhões de euros.

Na eventualidade de uma subscrição incompleta, o aumento de capital é limitado às subscrições recolhidas e aceites pela sociedade, desde que sejam subscritas, no mínimo, 10.668.640 milhões de acções, equivalentes a cerca de 7% do capital social actual (entre 10,66 e 12,2 milhões de euros, consoante o preço definido). Se o patamar dos 10,66 milhões de euros não for atingido, a oferta fica sem efeito.

Caso a emissão de novas acções seja integralmente subscrita, o capital social aumentará em 12.192.731 euros, passando para 134.120.048 euros.

Se a operação se concretizar, os seus termos finais – o número de acções efectivamente subscritas, o montante efectivo do aumento e o preço final de subscrição – “serão comunicados ao mercado após a conclusão do processo de registo de procura dos investidores, o que deverá acontecer amanhã, quinta-feira, após o fecho de mercado.

A empresa presidida por Nuno Marques adianta que irá pedir a admissão das novas acções à negociação na Euronext Lisbon e esclarece que o aumento de capital “visa contribuir para a diversificação da base accionista da Sociedade, bem como para a optimização de fontes de financiamento e o reforço do balanço e dos capitais próprios” da empresa.

1
1