sol.sapo.ptsol.sapo.pt - 4 dez 15:37

Morreu a cadela agredida e arrastada com violência após dar à luz seis cachorros

Morreu a cadela agredida e arrastada com violência após dar à luz seis cachorros

Animal terá ainda sido baleado no focinho pelo caçador.

A cadela que foi agredida na Galiza pelo dono após ter dado à luz seis cachorros morreu esta quarta-feira, avançou a imprensa espanhola.

O caso, tornado público na segunda-feira, continua a chocar Espanha e, sabe-se agora, além de ter sido agredida e arrastada com violência, como se pode ver nas imagens que se tornaram virais, a cadela terá ainda sido baleada pelo homem, que será caçador.

O animal acabou assim por não resistir aos ferimentos e, poucos dias após as agressões violentas, morreu no hospital veterinário em Lugo, na Galiza, onde estava internado.

Recorde-se que o caso tornou-se público depois de ter sido denunciado por associações de defesa dos animais e pelo PACMA (Partido Animalista Contra o Maltrato Animal), que publicou o vídeo na sua conta de Twitter.

Nas imagens pode ver-se o homem a arrastar a cadela, depois de alegadamente a ter agredido e baleado no focinho.

Un cazador arrastra por el suelo a su perra, a la que acaba de disparar y dar una paliza. Está todavía viva.

La perra se encuentra ingresada en estado muy grave, junto a sus cachorros.

Estamos recopilando toda la información para denunciar esta salvajada. pic.twitter.com/mNxvAf4jOo

— PACMA (@PartidoPACMA) December 1, 2019


Se o caso for a tribunal, como é o desejo do PACMA que está a reunir informação para uma queixa formal, o homem arrisca uma pena de 18 meses de prisão por maus-tratos a animais.

Entretanto, foi criada uma petição online, que já conta com centenas de assinaturas, para que o dono da cadela seja levado a tribunal.

¡Ayúdanos a que el cazador de Chantada, que disparó y apaleó a su perra, vaya a la cárcel!

➡️ Firma para exigir al futuro Gobierno un endurecimiento del Código Penal que castigue a los maltratadores de animales. ¿Contamos contigo?#MaltratadoresAlaCárcelhttps://t.co/zPy0kQvShu

— PACMA (@PartidoPACMA) December 2, 2019
1
1