expresso.ptDaniel Oliveira - 4 dez 18:34

Mais Estado, melhor Estado

Mais Estado, melhor Estado

Depois do enorme desgaste da gestão que fez do Brexit, é provável Corbyn já não tenha a força para tanto. Mas sei que é no campeonato em que o coloca o seu programa que a esquerda europeia pode crescer. Política ambiental arrojada, mais Estado na economia e nos serviços públicos, mais justiça fiscal e cosmopolitismo democrático. Recusando a ideia de menos Estado, alimentando a ideia de melhor Estado

Tal como aconteceu há uns anos, o momento de apresentação do programa do “new old” Labour causou burburinho. Sem parecer haver cedências às alas centristas do partido, os grandes eixos propostos são clarificadores: uma muito ambiciosa agenda ambiental, com uma autêntica revolução fiscal e de prioridades no investimento, baseando nesta transição um novo impulso industrial para o Reino Unido; aumento de impostos para quem ganha mais e mais apoios sociais; políticas aberta à imigração, seja para europeus, seja para extracomunitários, depois do Brexit; políticas de habitação pública acessível, em larga escala e os números indicam que financeiramente sustentável; renacionalização de vários serviços públicos e tratamento do acesso à Internet de qualidade como um bem público essencial.

Este é um artigo exclusivo. Se é assinante clique AQUI para continuar a ler (também pode usar o código que está na capa da revista E do Expresso).

Torne-se assinante

1
1